Posts Tagged ‘Ultimate Spider man’

Confiram os previews do novo gibi do Exterminador com o brasileiro Joe Bennet e a estréia do novo Ultimate Spider-man: Miles Morales!

setembro 14, 2011

Esse Mês não teve pras outras editoras, com os lançamentos da nova linha da DC Comics, as notícias todas estão em volta deste grande e polêmico evento. Não estamos divulgando os previews para não fazer spoilers para os leitores que ainda terão que esperar um bom ano para ver estas novidades em terra brasileira. Mas… vou abrir uma excessão aqui para a  bela arte do brasilerio Joe Bennet no novo título do Exterminador. Logo abaixo também, você caro leitor vai poder se enamorar pelo preview do novo Homem-Aranha do universo Ultimate, isso mesmo, o jovem Miles Moralles faz sua estréia em belas páginas desenhadas pela talentosa Sara Pichelli. Confiram na sequência.


E agora, a estréia de Miles Morales –  o novo Homem-Aranha! Torço muito para que venda mais que essa nova Liga da Justiça de golinha!

Anúncios

Novidades do universo Marvel Millenium! (ou ” A aurora de Milles Morales!”)

agosto 24, 2011

O Universo Ultimate Marvel andava meio cambaleante, e teve um desfecho bem ruím nas mãos de Jeff Loeb. Mas agora ela se renovou trazendo novos autores estelares como Jonattan Hickman e Isad Ribic e a nova sensação artística responsável, junto com Brian Michael Bendis, por trazer o novo Homem-Aranha – Milles Morales – a vida: Sara Pichelli!

Tenha uma boa dose de inveja ao ver este vídeo incrível da artista de Ultimate Spider-man desenhando:

 

 

E confira sua bela arte neste preview especial de Ultimate Spider-man #1

E aproveitando, confira esse sensacional preview com texto em inglês da volta dos Supremos pelas mais que competentes mãos de Jonathan Hickman e Isad Ribic!

 

Medo de um planeta negro!

agosto 4, 2011

Se você leu qualquer site ou blog de quadrinhos nesses últimos dois dias, já deve estar por dentro de duas novidades que veem tendo uma grande repercursão no mundo dos gibis.

Como essas notícias jã não são mais novidades e foram amplamente divulgadas até pela imprensa leiga, não vou temer spoilers…

A primeira notícia se refere ao Homem-Aranha do universo Ultimate. Como já noticiamos em nosso site, a Marvel deu carta branca para a equipe criativa do universo de Marvel Millenium para ousarem e escreverem o tipo de estória que nunca seria visto no universo convencional da editora. Esse com certeza é o maior presente que um escritor poderia receber e é uma ótima notícia também para os leitores ávidos por novidade. Sendo assim, munido de uma liberdade editorial inédita em um título do Aracnídeo, o escritor Brian Michael-Bendis botou as mangas pra fora e revirou o mundo do Ultimate Spider-man de cabeça para baixo. Peter Parker encontrou seu fim em um dos momentos mais tocantes da série e foi substituído por um novo personagem: Miles Morales. Jovem e negro de decendência latina.


Outra novidade que vem causando arrepios na espinha da juventude W.A.S.P (Branco, Anglo-saxões e Protestantes) norte-americana é a escalação do ator Laurence Fishburne como o novo Perry White, o editor irrascivo do Planeta Diario,  na nova superprodução de Zack Snyder.

Ambas as notícias foram recebidas com milhões de e-mails espumantes que podem ser classificados em uma enorme pasta com o nome de “Não sou racista, mas…”

A industria de quadrinhos mainstream nos estados unidos, ou seja Marvel e DC, veem se debatendo como peixes fora d’água para se adaptarem as mudanças extremas que o mercado está sofrendo. A editora pertecente o grupo Warner e casa do Super-homem e Mulher-Maravilha já vem passando por mudanças polêmicas que além de professarem o fim do quadrinho impresso mensal, com a publicação simultânea online e nas bancas, ainda acena com uma preocupação formal de promover uma inclusão de minorias sociais dentro de seus títulos. Mesmo que algumas afirmações truculentas do editor chefe da casa, Dan Didio, quase tenham levado esses planos por água abaixo (Didio respondeu agressivamente a uma leitora que o questionou sobre o por que da editora ter reduzido o número de mulheres trabalhando na casa de 12% para 1%) a editora aumentou sensívelmente a variedade racial/social/sexual em seu relançamento, optando por manter alter egos diversos no lugar dos originais anglo-saxãos como o Elektro. Enquanto isso, a Marvel aproveita seu universo alternativo, o universo Ultimate, para explorar os benefícios que a diversidade cultural pode trazer ao mercado. A equação é óbvia, se estamos perdendo leitores a solução é trazer novos leitores que não se sentiam representados em nossos títulos.

Essa equação não foi o resultado de um raciocínio comunitário em direção a sobrevivência, mas uma lição ensinada pelas suas companhias irmãs de hollywood, que reconhecem já a muito tempo o quanto pode ser lucrativa a diversidade. O que não quer dizer que estejam livres de polêmica. O recente filme do Thor deixou eriçado até leitores brasileiros com a escolha de Idris Elba como Heimdall, fato que se repete agora com o novo Perry White e antes ainda com a escolha de Michael Clarque Duncan como Rei do Crime (que causou bem menos rebuliço do que o fator Heimdall, por que será?…).

A principal reclamação dos fãs é que tudo isso modifica a mitologia de seus personagens. Que altera cânones sagrados das comic books. Eu chamo isso de posição reacionária.

Peter Parker, Perry White, Clark Kent e Miles Morales tem uma coisa em comum. São todos personagens fictícios, criados por seres humanos que são um reflexo da época em que vivem e naquilo que acreditam. São idéias. O problema é que estas mesmas idéias são cultuadas com um fervor quase religioso pelos fãs o que acaba por engessa-las e anulam a habilidade das boas idéias de serem abrangentes. Muito provavelmente nos guetos do bairro judeu de uma nova yorque atolada na depressão do final dos anso 30 a diversidade de culturas fosse algo bem difícil de experimentar, mas isso não é motivo para se levar essa experiência limitada para frente só por que foi assim que ela foi “criada”. Concordo que certas modificações burocráticas a título de preenchimento de cotas em detrimento do roteiro são questionaveis. Mas ter a oportunidade de ver um ator do calibre de Laurence Fishburne encarnando um personagem querido como o Perry White  é um prazer pra qualquer apreciador de cinema. E a gama de possibilidades que se abre com um novo Homem-Aranha, e aroma fresco da ousadia e da criatividade põe por terra qualquer argumento reacionário onanista que apareça.

“Inteligência. Essa é a única arma capaz de deter a decadência” como diz a banda Cidadão Instigado. Os quadrinhos estão passando por uma de suas piores crises desde sua criação como mídia de massa. E ele só vai poder sobreviver se se transformar e se adaptar. E somos nós, leitores, que temos a responsabilidade de guiar esta transformação para algo que valha a pena ser lido. Queremos representatividade social e cultural, queremos estórias dinâmicas e relevantes e acima de tudo, queremos criatividade e inovação!

O título desse artigo é o título de uma música do grupo norte-americando Public Enemy chamada Fear of a Black Planet.

Eu diria: Não temam um planeta diverso!

Rapidinhas!

agosto 1, 2011

Algumas novidades rápidas do mundo dos Quadrinhos:

 


-A IDW vai voltar a publicar o antigo título dos Transformers da Marvel, começando de onde parou. O antigo título foi cancelado no número #80 nos EUA e após o lançamento do especial 80 e 1/2, continuará mensalmente com a públicaçao do # 81. Detalhe, a editora IDW foi a mais premiada do Eisner esse ano.

-E existem muitos rumores quanto a nova identidade do Homem-Aranha Ultimate, mas o principal rumor vai ter a sua validade testada hoje de noite, quando a editora fará sua divulgação oficial. Caso você não ligue para spoilers, é só selecionar a frase seguinte: O novo Homem-Aranha é o cientista Ben Reilly, transformando-se assim no primeiro Homem-Aranha negro da história.

Demais não?

E aparentemente a JSA vai voltar ao universo DC. Não se sabe ainda de que forma, mas os nomes de James Robinson e Nicola Scott estão envolvidos.

 

 

Notícias Quentes do Reino dos Quadrinhos! 22/03

março 23, 2011

– Poder Supremo retorna, e no selo MAX!

Criado a 40 anos atrás, o Esquadrão Supremo – Uma “Liga da Justiça” de um universo alternativo da MArvel, já teve diversas situações, uma maxi-série pioneira nos anos 80 e uma recente reformulação pela equipe de J. Michael Strazinsky e Gary Frank sob o selo MAX com o nome de Poder Supremo.

Esta bem sucessida reformulação depois foi reformada para se enquadrar  no padrão de quadrinhos Marvel Knight (de quadrinhos mais sizudos e agressivos porém sem a censura 18 anos) renomeada de Esquadrão e posteriormente cancelada.

Agora a série retorna, tanto ao selo MAX quanto ao título Poder Supremo. Se trata na realidade de uma mini-série de quatro edições que dá continuidade as histórias anteriores da versão de Strazinsky, com roteiro de Kyle Higgins (que co-roteiriza Gates Of Gotham) e arte por conta de Manuel Garcia.

Confira a capa abaixo:

– Nova imagem de Capitão América e novo trailer com arremesso de escudo!

A Marvel divulgou nova imagem de Chris Evans como Capitão America. A imagem foi liberada junto com o novo capitulo de Capitain America First Vengeance no site da editora. O programa Entertainment Tonight também divulgou nova cena do filme que mostra Steve Rogers arremessando seu escudo pela primeira vez.

Só espero que guardem algumas supresas para o filme. Na atual busca desesperada por aceitação no rançoso mundo de fóruns na Internet, os cineastas andam mostrando muito dos filmes antes da Estréia.

Confiram a nova foto:

Confiram o vídeo Abaixo:

– Stephen King quer escrever um episódio de Walking Dead!

Um dos rumores mais quentes desse fim de semana na Convenção de Quadrinhos de Chicago foi espalhado pela Co-estrela do sériado: Lauren Holden. A atriz, que enterpreta Andrea na primeira temporada da série Walking Dead, baseada nos quadrinhos de Robert Kirkman,  e afirmou em sua mesa redonda que Stephen King estaría escrevendo um episódio.

O rumor não está incorreto. Realmente o mestre do terror americano está escrevendo um episódio de Walking Dead, embora não se saiba se vai ao ar na Segunda ou Terceira temporada. E junto a King está seu filho, Joe Hill escritor de livros e do quadrinho Locke and Key.

Este envolvimento com a produção da série permite também a King voltar a trabalhar com uma velho conhecido: Frank Darabont, produtor executivo da série  que já dirigiu 3 filmes do autor: O Nevoeiro, A Espera de um Milagre e Um Sonho de Liberdade.

– Vejam as cenas de Ultimate Spider-man que estrearam na Chicago Comic Con!

Neste fim de semana, a Marvel mostrou em seu painel na Chicago Comic Con uma prévia da nova série de Desenho Animado do Homem-Aranha baseado na série Ultimate e que conta com nomes de peso na produção.

Confira Abaixo o vídeo da Chicago Con:

– Conheça “The Watch”, a série de TV que é o CSI do Discworld!


Existe um universo ainda pouco conhecido no Brasil, tomando-se por conta a popularidade dele em sua terra natal (Inglaterra) e nos EUA.  Neste o mundo tem a foram de disco e flutua tranquilamente pelo cosmo apoiado em 4 elefantes que, por sua vez, se equilibram no topo da casca de uma tartaruga gigantesca. Seu nadar tranquilo pelo espaço é incapaz de refletir os hilários dramas e dramáticas comédias do dia a dia de seus habitantes que tentam se dar bem e sobrevi.. , quer dizer, não morrer neste caótico e belo mundo de magia.

Esse é o mundo de Discworld, a divertida criação máxima do escritor Terry Pratchet, que já tem muitos volumes publicados no Brasil pela Editora Conrad. Entre eles, alguns dos livros mais legais da série como Guardas Guardas. Neste romance nos é apresentado a guarda de elite da decadente metrópole de Ankh-Morpok (cortada pelo rio Rio Ankh – a mais polúida via fluvial do Discworld e famoso por ser sólido o suficiente para se caminhar em cima). Seus desmoralizados guardas têm que lidar com as guildas de ladrões e assassinos que tem toda a burocracia de repartições públicas as protejendo da lei.

E é esse livro que inspira a nova série de televisão produzida na terra da Rainha! The watch vai contar a história desses bravos policiais em missões semanais aos moldes de CSI. Não se sabe ainda se série vai adaptar o livro com0 piloto ou se já começará com o status quo estabelecido após a aventura. Mas além de Pratchet, o filme ainda conta com Terry Jones (de Monty Pyton) na equipe de produção.

A série está no topo da minha lista de recomendações! Quem correr atrás, não vai se arrepender.

Abaixo tem um passeio pelos bastidores da produção:

– Wagner Moura está no novo filme do diretor de Distrito 9 e diz aceita um papel em RoboCop!

O ator Wagner Moura, que trabalhou com o diretor José Padilha nos dois Tropas de Elite,  vai fazer um papel de vilão em “Elysium”, o novo filme do diretor Sul-Africano Neill Blomkamp que  ainda tem  Jodie Foster e Matt Damon no Elenco.

O ator diz não descartar um papel na refilmagem de Robocop que será dirigido por Padilha. Embora não ache que há papel para ele no filme, o ator diz que a vontade de trabalhar com o diretor novamente é grande.