Posts Tagged ‘Lanterna Verde’

O levante dos Super-heróis gays! Ou: “Nem tudo que reluz é ouro”.

junho 4, 2012

Olá Leitores!

Começo este post afirmando que tentei não escrevê-lo por muito tempo.

Desde que o escritor Grant Morrison colocou seu ponto de vista com relação às patentes inclinações gays do conceito de Batman na revista Playboy, passando pelo apoio “pessoal” do presidente Obama ao casamento igualitário e chegando, finalmente, ao casamento de Estrela Polar e a recentíssima reencarnação do Lanterna Verde original Alan Scott como um herói homossexual – não acreditei que este assunto deveria ser uma pauta, ou melhor, não queria engrossar a super-exposição que um assunto como esse acaba recebendo, mesmo sendo um defensor da causa LGBTS e entusiasta da inclusão social nos quadrinhos Marvel e DC.

No entanto, o odor de algo podre que emana desses atuais eventos aliado a reação geral do público, tanto na rede mundial quanto ao vivo na minha loja, somado a cobertura “Praça é Nossa” que a imprensa brasileira costuma a dispensar para ambos os temas – quadrinhos e homoafetividade – me convenceram a escrever algumas linhas e colocar no papel virtual algo dos meus pensamentos a respeito, e minha profunda irritação.


Para começo de conversa, nenhum destes eventos está relacionado com a melhora do dia-a-dia da população Lesbica Gay Bissexual Transexual Simpatizante do mundo.  Nenhum. No máximo eles podem ser encarados pela esfera das homoafetividades apenas como uma melhoria na representatividade. Mas o que está sendo cobrado neste escambo é algo bem mais valioso.  O fato é que as exigências desta fatia da sociedade são um prato cheio para oportunistas e moeda de troca para políticos tentando se reeleger.  E política é a palavra que amarra todos estes eventos.
Não precisa ser um fã de quadrinhos DC e Marvel para saber que estas duas empresas, que já tiveram brilhantes momentos de criatividade no passado, hoje são apenas produtoras rigorosamente controladas de matéria prima para a indústria de cinema, constantemente ordenhadas pelas mega-empresas de mídia as quais elas pertencem: Warner e Disney. Vale lembrar que até pouco tempo, antes dos filmes de super-heróis venderem bilhões em bilheteria, tanto Marvel quanto DC não despertavam o interesse dessas corporações e gozavam de uma liberdade, restrita, mas enorme comparada com os padrões de hoje. Quem sofreu bastante com isso foi a casa de Super-homem que teve que rebootar todo seu universo para  que seus personagens se adaptassem ao mercado mais “amplo” do cinema.  A Marvel por outro lado era uma empresa também relativamente autônoma até ter sido comprada pela Disney.  Resumindo, elas sempre foram uma indústria que segue a lógica do mercado, agora são mega-indústrias.

Some a esse panorama empresarial o apoio oportunista de Obama e o que temos é um surto de casamentos e saídas do armário que ocorrem de modo artificial sacrificando a boa leitura em favor de um golpe de marketing. Quando os holofotes estiverem virados para o outro lado, Estrela Polar voltará ao limbo onde estava escondido e Alan Scott provavelmente terá uma morte heroica.

Explicando. Estrela Polar foi o primeiro super-herói homossexual assumido da história, e sofreu bastante por isso sendo transformado até em fada após correr o risco de morrer de AIDS (afinal não é assim que todo gay morre?). Até a pouco tempo ele era um membro dos X-men, grupo de heróis que são uma metáfora para todos os outsiders da sociedade, e nunca se ouviu falar de um namoro sério ou de algum Kyle. Enquanto isso, na DC, o golpe de marketing e ação pasteurizante chamado New 52 abriu um leque de oportunidades a serem exploradas faltando apenas um bom motivo.  Ai entra Obama e seu motivo e de uma hora para outra o obscuro Estrela Polar se casa e um herói de uma outra realidade é vendido como um “herói seminal da DC”. E é importante diferenciar, Alan Scott, o Lanterna Verde original “não saiu do armário” pois sua versão novo 52 que estreou nos EUA sempre foi assumidamente gay.  Se o escritor James Robinson – que no passado brilhou comandando as aventuras de Starman –  havia planejado re-introduzir Alan Scott como homossexual ou se essa foi uma decisão tomada apenas após o discurso de Obama, não importa. No frigir dos ovos tudo não passa de uma jogada e mais uma exploração do desejo humano de milhões de leitores de serem levados a sério como cidadãos.

Esclarecendo. Não tenho nada contra o casamento de Estrela Polar ou a um Lanterna Verde gay, mas a maneira que foram executados essas histórias expõe as fundações mercantilistas mercenárias que tentam vender um eterno gato por lebre para aqueles que as sustentam desde suas fundações. Tanto Marvel quanto DC já tiveram momentos de extremo respeito ao seu público LGBTS em quadrinhos como o ótimo Jovens Vingadores e o casal Wiccano e Hulkling e, na DC, com personagens como Renné Montoya – a Questão –  e Kate Kane – a Batwoman . Personagens e histórias pautadas em um bom enredo e uma boa construção que vieram a tona através do desejo de seus criadores de criá-los e não pela obrigação oportunista de atrair clientes para a feira.

É urgente, sim, que a representatividade social seja uma prioridade para qualquer meio de comunicação de massa. A indústria cultural é um fenômeno responsável por uma significativa parcela não apenas da educação do indivíduo quanto da própria maneira deste ver o mundo.  Representar nos quadrinhos, nas novelas, nos jornais, uma realidade pautada na diversidade social é uma autêntica ação afirmativa que em muito ajuda, não apenas no alívio de tensões entre parcelas da sociedade, mas também na formação de indivíduos psicologicamente saudáveis e integrados a uma comunidade diversificada. Por outro lado, quando esta mesma ação é feita por motivos ulteriores comprometidos apenas com o mercado, o resultado é a invalidação das possibilidades integradoras efetivamente aumentando o abismo entre estas parcelas sociais, ambas ressentidas por fazer parte de mais uma falácia de um capitalismo cada dia mais descarado.

Porém, deixando para trás toda essa confusão que é sintomática de um quadrinho industrial que tenta agradar crianças e adultos mas que resulta apenas na exposição de material inapropriado para os primeiros (e friso aqui o forte conteúdo sexual constrangedor e a violência gráfica exagerada que a nova DC vem imprimindo em seus quadrinhos) e na infantilização dos segundos, nos EUA existem opções de bons quadrinhos gays que são produzidos por artistas do meio porém com um considerável apelo ao público heterossexual: Criado por Ed Luce, o quadrinho Wuvable Oaf é uma mistura eclética de quadrinhos mainstream e underground. O personagem principal é uma espécie de urso, que no meio gay é como se chama seus representantes grandes e peludos, que tem super força e outras características esquisitas (como fazer crescer os pelos do corpo em segundos e exalar um cheiro que atrai todos os gatos nas proximidades) e que se envolve em uma bizarra trama ao se apaixonar pelo líder de uma banda de “grind-disco” local. Muitas referências musicais, de Smiths a uma infinidade de bandas de Death Metal e participações especiais de personagens Marvel e DC disfarçados são um prato cheio para os fãs de quadrinhos, independente da orientação sexual.

Outra boa pedida é Spandex, uma HQ inglesa de super-heróis sobre um grupo formado apenas por membros LGBTS e liderados por Liberty, uma travesti com uma roupa feminina que lhe dá super poderes.


Para terminar este artigo, reitero: viva a diversidade! Queremos mais super-heróis gays sim! E mais super-heróis negros e asiáticos e índios; e super-heroínas que não são apenas gostosas de pouca roupa para a satisfação onanista de alguns. Mas que estas mudanças aconteçam por que seus criadores percebem que existe uma urgência para isso e não para transformar necessidades genuínas de minorias em mais uma mercadoria sem alma para ser vendida a qualquer custo. E se você sabe escrever, ou desenhar, faça você mesmo o quadrinho que você gostaria de ler. Este, sim, é o melhor meio de aumentar a diversidade nas HQ´s e evitar que mega-corporações se apropriem de suas carências para transformá-las em golpes de marketing.

Anúncios

Austrália libera placas de trânsito com Super-heróis!

novembro 10, 2011

Ok. Eu entendo que “nerds” tenham virado uma moda. Mas isso já é meio ridículo. O governo Australiano disponibilizou placas de identificação de automóveis com o design exclusivo com personagens da DC Comics. Agora Super-homem, Batman, Mulher Maravilha, Flash e Lanterna Verde podem enfeitar e identificar seu carro, caso você seja cidadão australiano.

Imagino se os policiais, ao reportarem algum crime de trâsito, comuniquem “veículo placa icu 2020 do Flash se encaminhando para avenida Whatever” hehehe. Como bem colocado na matéria de Andy Khouri para o site Comics Alliance, as placas da DC demonstram o longo caminho que o visual “novo 52” dos personagens terá que percorrer para atingirem o estatus icônico que os uniformes originais têm. As artes das placas são retiradas do guia de personagens da editora que foi publicado em 1982 e servia de base para informar os artistas da casa quanto a melhor maneira de retratar seus super-heróis. Este guia é tão icônico que os responsáveis pelas artes, 0s mestres José Luis Garcia Lopez e Dick Giordano, estarão ainda por muitas décadas ligados a derradeira visualização destes personagens no imaginário popular.

Confiram as placas abaixo, mas antes, algumas páginas no belo guia de personagens de 1982:

 

Novidades San Diego Comic Con! Alex Ross!

julho 22, 2011

Enquanto isso, o artista Alex Ross, ocupado co-escrevendo a mini-série Kirby e produzindo as capas e algumas artes internas para a série, comparece na San Diego Comic Con vendendo artes do Lanterna Verde e uma arte que mistura o elenco de Thirty Rocks com A liga Extraordinária. Confiram as artes abaixo:

Clássica equipe criatíva do Lanterna Verde Kyle Rayner retorna para especial RetroAcitive!

maio 28, 2011

Estava esta semana conversando com alguém na loja sobre o Lanterna Verde Kyle Rayner e me lembrei do artista que se tornou sinônimo de Lanterna Verde do Ron Marz: Darril Banks. E me perguntai, por onde anda esse desenhista? Será que um dia ele volta a produzir? A arte dele era interessante e tal…

Para quem não lembra:

Durante Crepúsculo Esmeralda!

Esse uniforme foi "bolado" pelo Banks

E hoje, como que por mágica, meus questionamentos foram respondidos.

Dentro da série de especiais retrô que a DC está lançando, DC Retroactive, a edição do Lanterna Verde anos 90 será estrelada pelo mais sub-explorado dos membros terrestres da tropa: Kyle Rayner, e a equipe criativa é formada por nada mais, nada menos que o a dupla Ron Marz e o sumido Darryl Banks, retornando ao personagem que ajudou a criar.

De acordo com a entrevista dada ao site Newsarama, Banks anda tão ocupado que quase não conseguiu tempo para participar da edição comemorativa. Mas a idéia de juntar a “banda” novamente foi o suficiente para ele achar espaço na agenda.

Imagino que essa ocupação toda não seja fazendo quadrinhos… Em todo caso, fica ai a capa da edição RetroActive que vai ser lançada em Agosto nos USA!

Fonte: Newsarama

Notícias Quentes do Reino dos Quadrinhos! 03/05

maio 3, 2011

-Veja prévia de Green Lantern the Animated Series! A nova série de desenho animado do Lantern Verde!

Todos nós já sabiamos que isso ia acontecer. E finalmente está acontecendo. Seguindo os já clássicos moldes de Batman: The Animated Series, e tendo como idealizador e produtor o mesmo Bruce Timm que trouxe a luz a série Batman TAS: Bruce Timm, o outono americano verá estrear no canal Cartoon Network uma nova série animada com o Lanterna Verde. Green Lantern: The Animated Series.

Uma prévia já está online, breve e aparentemetne computadorizada, a prévia parece ser tirada da abertura do desenho. Mas você pode dar seu próprio julgamento vendo o vídeo abaixo. Bom, a qualidade é péssima, mas já dá pra ter uma idéia de como vai ser:

– Exército Americando vai estimular a produção de quadrinhos por traumatizados de guerra!

O exercito dos Estados Unidos vai implantar entre suas tropas um software de produção de Quadrinhos para estimular soldados com traumas de guerra a partilharem suas experiências  de um modo terapêutico.

O programa será terá uma coleção de imagens e templates extremamente variado permitindo a um soldado contar uma história em quadrinhos com um acabamento muito próximo do profissional. O software contará ainda com tutoriais e guias retirados de clássicos como “Narrativa Gráfica” de Will Eisner e “Entendendo os Quadrinhios” de Scott McCloud.

De acordo com seus idealizadores, esta ferramenta – chamada de “Online Graphic Novel/Sequential Art Authoring Tools for Therapeutic Storytelling,” ou ” Ferramentas autorais online de arte sequencial/novela gráfica para narrativa terapeutica”, contará em seus templates com exemplos de histórias de clássicos dos quadrinhos de guerra para serem usados como exemplo ou inspiração.

Se esse software se popularizar fora do exército…

– Veja a arte de Kevin Maguire usada de modelo para a série de bonecos da JLI!
Estava lendo uma Avengers gringa, era a edição do Free Comic Book Day do ano passado com arte de Jim Cheung e roteiro do onipresente Brian Michael-Bendis (valeu James!), e algo na história me era muito familiar… era uma mistura de sitcon com super-herói que eu já ví antes.
E muito!
Essa mistura de histórias de super-herói com humor escrachado vem da já clássica série da Liga da Justiça de Keith Giffen e J. M. DeMatteis e com a arte de Kevin Maguire.
Pode-se dizer que essa fase foi uma das revoluções mais importantes do gênero super-heróis. No meio da década onde Batmans e Watchmens se levavam muito a sério, esse trio de criadores foi pro exato lado oposto e divertiu muita gente com ótimo humor  e boas doses de ação.
Bom resgate senhor Bendis.
Para comemorar, confiram abaixo os desenhos que o artista Kevin Maguire fez para a produção dos bonecos que homenageiam essa fase. Esses bonecos foram lançados em 2009, mas só agora essas artes foram divulgadas pelo site Comics Alliance.
BWAHAHAHAHAHAHAHA!

– A volta do Cardíaco!

E falando sobre quadrinhos famosos por não se levarem a sério… Essa vai pro meu amigo Marcos Maciel!

O personagem criado por Erick Larsen e David Micheline como co-adjuvante na sua fase no Homem-Aranha – O Cardíaco – está voltando para as páginas da Marvel durante a saga Fear Itself.

O Cardíaco, ou Dr Doctor Elias Wirtham, não tem o poder de morrer de infarto (hehehe). Mas sim de usar a energia de seu coração artificial, energizado por partículas beta para aumentar sua força e agilidade e disparar pulsos de energia que são muito úteis na sua batalha contra os vilões corporativos e suas táticas de enriquecimento ilícito.

E, graças ao escritor Ben McCool e o artista Mike Del Mundo, o terror dos colarinhos brancos volta ao universo Marvel em uma história curta de back up na edição #3 de Fear Itself: HomeFront.

Curta a arte de Del Mundo abaixo:

– Jonathan Hickman e Esad Ribic relançam The Ultimates!

O escritor recém elevado ao estrelato graças a sua fase inovadora em Quarteto Fantástico – Jonathan Hickman – se prepara para trazer de volta o grupo Supremos, após os acontecimentos fatais do arco Death of Spider-man que assola o universo Ultimate.

Junta-se a ele o também cultuado artista Esad “Alex Ross Bizarro” Ribic emprestando sua pintura sombria aos vingadores do universo Ultimate.

Em uma entrevista online, os autores e editores exclareceram as dúvidas do relançamento que está programado dentro da iniciativa Ultimate Comics Universe Reborn. De acordo com a entrevista:

– A série terá como personagens o Homem de Ferro, a Mulher-Aranha, Hulk, Thor e Nick Fury. Mas não foi citado o Capitão America;

– O primeiro arco se chamará “The Republic is Burning”;

Jonathan Hickman

Esad Ribic

Fique ligado para mais notícias aqui em nosso blog.

– Polêmica revista do Arsenal ganha prêmio nos EUA!

Se você acompanhou a revista da Liga da Justiça da Panini e viu a propaganda na última capa de O Dia mais Claro, sabe que está para ser publicado no Brasil a revista Rise of the Arsenal.

Não tem muito o que dizer aqui sem entrar em uma discussão sobre o que é maturidade e aonde a morte de personagens entra nessa conversa. Mas deixo minha opnião pessoal de que tanto o arco de James Robinson, quanto seu desdobramento na mini-série do Arsenal, é um dos maiores equívocos da DC nos últimos tempos. Mas essa é só minha opnião.

No entanto, um mar de queixos caídos apareceu no horizonte quando o Prims Awards em “Reconhecimento a representação fiel de abuso de substância quimica e instabilidade mental. Prevenção, tratamento e recuperação representado em filme, DVD, música, televisão e quadrinhos ” premiou Rise of the Arsenal.

Não vou comentar as razões do por quê esse prêmio é constrangedor, já que estou proibido de postar spoilers no site, mas fica a sugestão para os membros votantes do prêmio Prism: “Leiam mais quadrinhos e não caiam nessas  roubadas de editora.”

– Neil Gaiman, Grant Morrison, Kevin Smith e outros modelos não-ortodoxos estrelam campanha sobre o Mal de Parkinson.

Allan Amato é um fotógrafo profissional que começou uma campanha para “iluminar” a discussão sobre o Mal de Parkinson na sociedade. Tudo em homenagem a uma amiga que padece do mal.

Ele então convidou seus modelos com quem costuma a trabalhar e que já estabeleceu uma relação de amizade para posar para a campanha. Um pessoal bem conhecido em nosso meio: Grant Morrison, Neil Gaiman, Kevin Smith, Terry Gillian e Stephen Fry.

Confiram as fotos divulgadas e o vídeo que está no site kickstarter, um site que criado para reunir fundos doados por internautas para pequenas campanhas e empreitadas. Mesmo site que viabilizou a construção da estátua do Robocop em Detroit.

– Se juntando a Justice League Beyond: Superman Beyond!

Havíamos comentado em nosso último post sobre a futura revista com a liga da justiça Beyond. Agora foi confirmado que um título, ainda não definido como sendo mensal ou mini-série, está sendo concebido com o Superman Beyond.

Boa idéia.

– E confira o preview da nova revista do Capitão America!


Steve Rogers vai voltar a usar a máscara de Capitão America. E você pode conferir isso no preview abaixo da nova revista do Capitão com roteiro de Ed Brubaker e arte de Steve McNiven.

Notícias Quentes do Reino dos Quadrinhos! 30/04

abril 30, 2011

– Veja o trailer de Transformers 3!

Esta semana nós falamos sobre o impacto que, tanto os quadrinhos da Marvel, quanto a primeira série animada dos Transformers teve na mente de toda uma geração.

Eu sou grande fã do conceito e dessa fase inicial…

… e nada disso está presente no Transformers de Michael Bay. Mas em todo caso, ai vai o trailer do terceiro filme da série.

E vamos torcer para que seja o último.

– Marvel se prepara para lançar seu jogo Multi-player escrito por Brian Michael-Bendis!

Neste ano nós vimos o lançamento de DCUniverse Online, o jogo MMO  da DC comics. Agora a Marvel anunciou que está desenvolvendo seu próprio jogo de Multi-jogadores Online e, embora não tenha título ou lista de personagens ou quase nada pronto ainda, a editora já anunciou que o seu escritor mais prestigiado vai cuidar do roteiro do jogo: Brian Michael-Bendis.

Bendis informou que a história do jogo terá como vilão o Dr. Destino e que funcionará como uma cronologia para cada jogador numa história que costura os maiores momentos da editora em uma versão criada para o jogo. O MMO terá absorverá ainda aspectos dos filmes da Marvel estudios e o que é mais inacreditável – não será pago! Por enquanto o jogo está programado para PC apenas.

– Conheça o trabalho pessoal de Stuart Immonen em Centifilia 2!

Stuart Immonen é, hoje em dia, um dos desenhistas de quadrinhos mais interessantes. Sua arte dinâmica consegue contar histórias de humor, terror, aventura.. tudo isso com um visual marcante e aquela impressão chata de que o artista fez tudo como quem lê o jornal de manhã. Mas ele nem sempre foi assim…

Me lembro de acompanhar o trabalho dele nas revistas do Super-homem e outros títulos especiais como Gen13 e Homem-Aranha. Sempre uma bela arte, clássica, robusta, mas meio dura e sempre faltando alguma cinética.

Ai veio Super-homem: Identidade Secreta. E Immonem atingiu seu ápice artístico com uma arte linda, elaborada, com muito movimento e um algo a mais… que era difícil dizer o que era. Mas ele havia chegado num ponto com a arte dele que separava Identidade Secreta de seus trabalhos anteriores.

Depois disso achei que ia demorar pra ver ver o seu trabalho novamente.

Ai veio Nextwave…

E fiquei realmente impressionado. Era um outro Stuart Immonen. A arte era sexy, debochada, energética. De repente aquela arte careta tinha virado um rockstar! Era como se toda uma tensão em buscar chegar ao ápice de seu estilo tivesse acabado. Toda a tensão. E sua arte pode se libertar e literalmente sair dos padrões que ele mesmo havia estipulado.

Mas nada do que foi publicado se compara a seus projetos pessoais. E são neles que se fica impressionado com o quanto não se conhecia de Stuart Immonen tomando por seus trabalhos passados.

Esses trabalhos pessoais são reunidos em uma edição especial com o título de Centifilia, que agora chega em seu segundo volume.

Confiram abaixo, algumas das artes desse grande artista que tem uma mania chata de me surpreender:

– Marvel divulga preview de The Marvel Art of Mike Deodato!

Outro artista que também passou por uma provação e renasceu com muito mais qualidade e estilo é o nosso brasileiríssimo Mike Deodato. É bem fácil lembrar quando o artista estourou nos EUA nos anos 90, fazendo arte em Hulk, Elektra  e outros títulos. Um desenho legal, diferente do usual, mas que faltava alguma coisa.

Um período sumido do mercado, incubando.. e BUM! Deodato volta com um estilo realista, sombrio e marcante. Se consagrando, ao lado de Alex Maleev, como o desenhista de Brian Michael Bendis, o pai da Marvel no século XXI.

E em sua homenagem a Marvel está publicando um livro especial para os apreciadores do artista.

Confiram abaixo a arte maravilhosa de Mike Deodado:

– Guerra das quatro cidades é o novo desdobramento da saga dos Ex-Quarteto Fantástico!

E as coisas não ficaram mais fáceis agora que o Quarteto Fantástico resolveu virar Fundação Futuro após a morte de Jhonny Storm, o Tocha-Humana.

Na verdade as coisas vão piorar um pouco. Começa nos EUA uma guerra entre Atlantis, Subterranea (o reinto do Toupeira), a cidadela do Inumanos e a Zona Fantasma. E caberá a Reed Richards e sua equipe cuidar disso. Mais um capítulo da aclamada fase de Jhonathan Hickman, neste preview, com a arte do (SEMPRE sem sal) Barry Kitson.

– Veja o novo poster do filme Green Lantern focado na Tropa dos Lanternas Verdes!

Foi divulgado um novo poster do filme do Lanterna Verde. Seguindo a tendência da divulgação de surpreender a cada nova peça publicitária, este novo poster impressiona ao focar no membros da Tropa, mostrando detalhes de personagens dos quadrinhos e como eles ficaram bonitos na sua versão de filme.

Desteques para Boodikka e aquele Lanterna robô (não sei o nome não, foda-se) que comprovam a mão de Geoff Johns no filme, o que deve levar muitos mais leitores as salas de cinema.

Confiram abaixo:

– Veja um pouco mais da arte de Alex Ross para Kirby Genesis!

E a mini-série em homenagem a criatividade do grande Rei dos quadrinhos – Jack Kirby – concebida por Alex Ross e Kurt Busiek já está rolando nas terras norte-americanas. E o site Comic Book Resources publicou fotos de esboços a arte conceitual de Ross esta semana.

Confira a arte Ross/Kirby abaixo:

– Liga da Justiça do futuro da Liga sem Limites ganhará revista própria!

Finalmente a DC vem percebendo a força que as séries animadas já canceladas baseadas em seus personagens tem com o público.

Após lançar a revista do Batman do Futuro e retornar com o gibi do Superchoque, chegou a vez da Liga da Justiça do futuro que aparece nos episódios da Liga sem Limites receber sua revista própria. A DC já está trabalhando para lançar o título com personagens como Superchoque mais velho e o Falcão de Guerra (filho de John Stewart com a Mulher-Gavião) mas ainda não anunciou equipe criativa ou provável data de lançamento.

Fique de olho em nosso blog que, como fãs absolutos do univers animado concebido por Bruce Timm, estaremos disponibilizando qualquer informação futura.

– Veja imagem da volta de Constantine ao universo DC!

Bom, em nosso último post, eu fiz um spoiler gigantesco de Brightest Day. Peço desculpas aos nossos leitores que tenham ficado ofendidos com a indelicadeza, mas foi um momento de empolgação… E já que o dano está feito, vou terminar logo de estragar as surpresas mostrando a arte com a volta de Constantine ao universo DC. E ele já se expressa bem ao seu modo…

– Conheça a capa de Supergods, o novo livro de Grant Morrison!

O novo livro de Grant Morrisson, Supergods, está para ser lançado! E o blog da DC comics – The Source – divulgou a capa da edição. Admito que preferia uma capa sem imagens promocionais da editora. Sendo o arquétipo de super-herói algo universal como é.

A descrição oficial do livro é esta:

From one of the most acclaimed and oracular writers in the world of comics comes a thrilling and provocative exploration of humankind’s great modern myth: the superhero.

For Grant Morrison, possibly the greatest of contemporary superhero storytellers, these heroes are not simply characters but powerful archetypes whose ongoing, decades-spanning story arcs reflect and predict the course of human existence: Through them, we tell the story of ourselves. In this exhilarating book, Morrison draws on history, art, mythology, and his own astonishing journeys through this alternate universe to provide the first true chronicle of the superhero-why they matter, why they will always be with us, and what they tell us about who we are.

E, em bom português fica mais ou menos assim:

“De um dos mais aclamados e oraculares escritores do mundo dos quadrinhos vem uma provocativa e excitante exploração do maior mito moderno da humanidade: O super-herói.

Para Grant Morrison, provavelmente um dos maiores contadores de histórias comtemporâneo de super-heróis, estes heróis não são simples personagens, mas podersosos arquétipos, cujas histórias que se desenvolvem à décadas, refletindo e prevendo o curso da existência humana: Atravéz deles, contamos a história de nós mesmos. Neste livro emocionante, Morrison lança mão de história, art, mitologia, e suas próprias impressionantes viagens nesta realidade alternativa para conceber a primeira crônica real do fenômeno super-herói – Por que eles importam, por que eles sempre estarão conosco e o que eles nos dizem sobre quem somos.”

Veja a capa da edição, uma montagem da origem do Super-homem de Superman All Stars:


abril 27, 2011

– Veja o preview do último número de Brightest Day e o que Dan Didio tem a dizer sobre a série!

O dia mais claro está se pondo, mas a noite seguinte não vai encontrar um planeta Terra desprotegido agora que Alec Holland, o Monstro do Pântano, está de volta com o seu protetor e campeão. Mas junto com ele, outro personagem está confirmado para voltar nas páginas finais de Brightest Day # 24.

Tudo começou com Daniel, o Sandman atual, fazendo sua aparição no universo DC no final dos anos 90 nas páginas da JLA de Grant Morrison, e sua irmã, Morte, mais recentemente fez uma visita surpresa a Lex Luthor nas páginas de Action Comics. Ambos foram apenas brincadeira de criança. Com o Monstro do Pântano, a série Brightest Day traz de volta o mago das ruas John Constantine de volta ao universo DC.

De acordo com Dan Didio, editor Chefe da DC, a volta de  Constantine abre a porta para a volta de outros personagens que foram para a Vertigo na época da criação do título. O que não quer dizer que o velho Constantine da série HellBlazer deixará de existir. De acordo com Didio, a revista mais antiga da Vertigo continuará a ser publicada, enquanto uma versão mais nova e mais similar a primeira versão do mago vai transitar pelo universo DC.

Confiram o preview abaixo de BD#24:

– Fãs de Transformers criam movimento para a IDW continuar a série clássica da Marvel!

A editora IDW, baseada em San Diego, é a atual casa dos títulos Transformers e G.I. Joe. Mas ambos os títulos nasceram na Marvel nos anos 90 e duraram vários números até serem cancelados no começo dos anos 90.

A IDW lançou um novo título dos Joes: G. I. Joe Real American Heroes, que retoma a fase Marvel do número onde parou, contanto ainda com o escritor da série Larry Hama nos roteiros.

Agora os fãs de Transformers reivindicam seu direito de continuar a fase marvel, respondendo a provocação do editor chefe da editora, Chris Ryell, que se tiver um número de 10,000 assinaturas e pré-pedidos, ele põe a idéia pra frente com a numeração contando de onde parou, ou seja, do número #81.

Alias, o escritor da série generation one da IDW, Simon Furman, disse que já havia um plano de desenvolver uma série dos Transformers nos moldes de Real Amercian Heroes que foi engavetada devido aos problemas financeiros que a industria americana vem enfrentando como um todo nesses últimos meses.

Furman, que também escreveu a fase final de Transformers da Marvel, também escreveu um Transformers geração 2 para a Marvel nos anos 90, mas prefere dar continuidade a série a partir do número 81 e ignorar as edições da geração 2.

– Veja novo spot de TV de Lanterna Verde e os posters de Kilowog e Sinestro!

E a corrida para  transformar o Lanterna Verde em um filme de verdade continua!

A Warner investiu mais 9 milhões de dolares no orçamento de efeitos especiais do filme (que já era de 45 milhões!) para que o visual fique satisfatório. O que dá pra perceber pelos novos trailers como o novo spot de TV que foi divulgado esta semana.

Confira abaixo.

No entanto, muitos profissionais de Efeitos Especiais veem reclamando que, se as produtoras continuarem a produzir filmes nos moldes de Green Lantern,  logo haverá um colapso nas produções do tipo. Eles afirmam que o hábito de produzir o filme todo para DEPOIS inserir os efeitos dentro de um tempo apertado tem levado os profissionais ao limite.

E confiram abaixo os dois cartazes novos do filme que foram lançados essa semana. Um com o Kilowog, e outro com o Sinestro.

Curtam ai:

– Conheçam as capas de Ryan Sook e Alex Ross para Kirby Genesis #2!

E foram divulgadas as duas capas alternativas do número dois de Kirby Genesis. Uma capa de Alex Ross e uma capa de Ryan Sook.

Confiram abaixo:

– Action Comics #900 revela um novo e chocante estatus para o Homem de Aço!

Saiu nos EUA a edição #900 de Action Comics. Muito esperada, a edição traz de volta o personagem a sua revista natal, mas com uma novidade surpreendente… Superman, o Homem de Aço, o protetor da Verdade, Justiça e o Jeito Americano… não é mais americano!

Isso mesmo!

Super-homem decide abdicar de sua nacionalidade americana por estar farto de ter seus atos tomados como sendo um ato político dos EUA.

Isso mesmo. A cena ocorre na história “The Incident” escrita por Mike Goyer. E a cena que promete levar Super-Homem pra novos desafios está logo abaixo:

– Arqueologia pop – veja uma foto do levante popular que trouxe a Star Trek clássica de volta!

Para quem não sabe, o seriado Star Trek foi o primeiro programa de TV a levar um grupo grande de fãs a reinvidicar uma nova temporada  nas ruas e trazer a série de seu cancelamento no final da seunda temporada.

E esse foi só um dos avanços que ela gerou em nossa sociedade.

Pra relembrar esse fato, ocorrido numa época em que se você não gostava de algo, tinha que ir você mesmo reclamar, sem facebooks, sem tweeters, sem listas de assinatura online, aqui vai uma foto tirada na época retratando os alunos da Caltech (Faculdade de Tecnologia da California) e seus cartazes que dizem ” É ilógico cancelar Star Trek!” .

Sempre é!

– Veja o preview do quadrinho de Doctor Who da IDW

Doctor Who ainda é um mistério pra mim (e graças ao meu amigo e escorado do balcão da Kingdom: Diogão, logo vai deixar de ser).

Tive minha primeira noção de Dr. Who nas antigas edições que eu garimpava da revista Starlog. E, alguns episódios que eu assisti no Euro Channel, quando o Doutor era o ator Christopher Eccleston.

Agora está saíndo na Inglaterra uma nova temporada, com um novo Doutor. E você pode conferir abaixo um preview do qaudrinho  de Dr Who da IDW:

Essa vai pro Diogo!

Confiram abaixo:

John Stewart aparecerá no filme do Lanterna Verde?

abril 20, 2011
Por THIAGO JEDI

Segundo o site IMDB, sim!

O Site Divulga que, no casting do filme, Nick Jones Jr. (Invasão do Mundo: Batalha de Los Angeles) fará o papel do segundo Lanterna Verde do setor 2814, pra nós resta saber o que diabos ele fará no filme.

E Lembrando também, que (com a permissão da palavra), a Warner sacaneou com os brasileiros adiando a estréia de Lanterna Verde para 19 de agosto, dois meses depois da estréia americana. Paciência!

Notícias Quentes do Reino dos Quadrinhos! 15/04

abril 15, 2011

– Lider dos The Boys estréia em mini-série própria!

Butcher, o lider do grupo ultra violento esquadrão secreto da CIA apenas conhecido como The Boys, vai ter sua mini-série própria. A revista contará não apenas a história de Billy Butcher, mas , de acordo com o seu escritor, Garth Ennis – esta é a história de The Boys que ele queria ter escrito desde o começo do projeto. E engrossando o merchandising, o artista original da série e que retorna para esta min-série: Darick Robertson, afirmou que esta é a melhor colaboração com Ennis desde seu tempo de Justiceiro Max.

Confira abaixo o preview:

– Veja o trailer da jogabilidade de Green Lantern: Rise of the Manhunters!

Finalmente foi lançado pela Warner Bros. Interactive um novo trailer do jogo dos Lanternas Verdes onde é mostrada a jogabilidade de Rise of the Manhunters.

O jogo conta a história dos Manhunters, ou os Caçadores Cósmicos como são conhecídos por aqui, os andróides vermelhos criados pelos Guardiões antes de terem a genial idéia de montar a tropa dos Lanternas Verdes. Um defeito na programação os inbuiu de sentiência… e um ódio mortal pelos seu sucessores.

“Ninguém escapa dos Caçadores Cósmicos!”

Vejam o trailer abaixo:

– A Pentax se junta a DC para lançar câmeras heróico-retrô!

Se você está viajando para os EUA para comprar badulaques eletrônicos, aproveite para adquirir esta câmera super-legal da Pentax, que produziu junto com a DC uma câmera comemorativa do aniversário da editora que vem com frentes trocaveis com lindos desenhos com uma levada anos 70 de seus principais heróis!

A câmera vem ainda com um case especial com a marca dos Lanternas verdes!

Aproveita e traz uma pra mim!

– Conheça o diagrama dos poderes de Super-heróis!

Se você já tentou criar um super-herói, ou um grupo de heróis, já se deparou com um problema constrangedor: Qual poder ele vai ter? Por mais que você pense em alguma coisa original, depois de mais de 75 anos de super-heroísmo é muito difícil pensar em poderes novos.

Para você ter uma idéia do que estou falando, o site Pop Chart Lab produziu m poster com um diagrama que tenta organizar mais de 200 poderes pelas suas características básicas.

De uma olhada nele abaixo:

– Veja o preview de Buster Oakley gets his whish: O quadrinho de HellBoy desenhado por Kevin Nowlan

A algumas semanas atrás nós postamos algumas artes da minis-série de Hell Boy desenhada pelo artista Kevin Nowlan. Aliás, uma mini-série escrita pelo criador do garoto infernal em pessoa, Mike Mignola, feita especialmente para o traço de Nowlan. Com muita fazenda, porcos e discos voadores, ítens que fazem a alegria do artista.

Agora temos um belo preview colorido e com letras para vocês apreciarem:

– Conheçam os Legos baseados na obra de Alan Moore!

Ok. Não são legos oficiais… mas são legais! (Ah, a poesia)

O escultor de legos, Xuerin, produziu uma linha de legos personalizados com os personagens de Alan Moore,  o próprio mago cabeludo está entre os bonecos.

As criações do artista são impressionantes! Parecem bonecos oficiais mesmo, e entre suas criações existem ainda personagens como Larfleeze, o Lanterna Laranja e alguns personagens beeeem interessantes!

E mais, o primeiro a postar nos comentário quem é o lego com a roupa do Quarteto, ganha um brinde especial da Kingdom Comics! Essa tá sopa no mel!

Deem uma sacada abaixo:

Quem é este lego?? Essa é muito fácil é o... O primeiro que postar nos comentários quem é esse personagem ganha um brinde da Kingdom Comics! E essa tá muuuuuuito fácil!

– Vem ai… o longa metragem animado de Batman: Cavaleiro das Trevas!!

Ok. Essa provavelmente é a notícia mais empolgante de hoje. E na verdade são duas notícias empolgantes!

Está sendo produzido pela Warner Entertainment um longa animado adaptando o magistral quadrinho de Frank Miller “Batman: Cavaleiro das Trevas” nos mesmos moldes de Superman All-Stars.

A outra notícia,  é que, apesar de Cavaleiro das Trevas já estar em produção, ele não vai ser a próxima animação da DC. Além da esperada Green Lantern: Emerald Knights que vai ser lançada um pouco antes do filme, um outro longa animado da DC já está terminando de ser produzido, uma históriazinha singela chamada… Batman Year One!

Isso mesmo, não é primeiro de Abril nem nada do tipo. Em breve serão lançadas duas adaptações animadas das melhores histórias do Batman de todos os tempos! Eu sonho em ver uma adaptação animada de Cavaleiro das Trevas desde aquele capítulo do Animated Series onde uma menina conta como conheceu o Batman no traço da mini-série. Sei que não dá pra dizer que vai ser boa ou ruim ainda. Mas já estou de dedos cruzados!

– Veja fotos de Planet of the Apes: The Rise of the Apes!

E um novo filme do Planeta dos Macacos está para estrear nos cinemas. A novidade é que ao invéz de mostrar um futuro dominado pelos simios (hum tipo hoje?) o novo filme contará como que os macacos dominaram o mundo.

O trailer, já foi lançado e os macacos ficaram bem sinistros

Confiram abaixo:

– Conheça a bela arte realista de David Rapoza!

O site Comics Alliance divulgou o trabalho de um artista chamado David Rapoza. Sua arte, que não é de quadrinhos, é uma bela mistura de pintura digital e realismo tenso com personagens como Tartarugas Ninja e Thundercats.

A qualidade bacana do trabalho mereceu uma repostagem aqui em nosso blog!

Curtam ai!

abril 13, 2011

– Quem é HotPursuit!E conheça a capa de Flahspoint desenhada por Ivan Reis e arte-finalizada por George Perez!

Flahspoint se aproxima! E a DC disponibilizou hoje um preview da edição #10 de Flash, mais um capítulo da “Estrada para Flahspoint” onde o velocista desconhecido –  que aparece nos previews de Impulso dentro de Flahspoint – faz sua aparição e tem sua identidade revelada! Confira o preview abaixo.

 

E aqui vai a capa alternativa de Flashpoint #1 com a arte de Ivan Reis arte-finalizado por George Perez (inveja em estado sólido de Reis). Apesar de ser uma capa bonita, o uniforme de Cyborgue deixou muito a desejar para um personagem que assume o papel de Super-homem no universo alterado de Flashpoint.

– Dark Horse demite funcionários devido a problemas financeiros!

Mês passado haviamos noticiado o cancelamento da linha First Wave pela DC. Os motivos do cancelamento foram que as vendas do material compensavam o alto custo das franquias, já que a linha relançava personagens como Doc Savage, Spirit e outros clássicos da era Pulp e da Era de Ouro que não perteciam a editora.

Essa mesma equação “personagens licenciados X baixas vendas”obrigou a editora Dark Horse a despedir 7 funcionários da redação, sendo 3 deles editores. As razões? Problemas de vendagem em geral agravados por personagens licenciados que não tiveram retorno financeiro como a série de Graphic Novels de Janet Evanovich: Troublemaker; e a série de quadrinhos que traz de volta os personagens da extinta editora Gold Key, todas escritas pelo legendário Jim Shooter:  Doctor Solar, Man of The Atom e Magnus, Robot Fighter.

A editora não contato a imprensa quanto ao futuro financeiro, só afirmou que não tem mais demissões em seus planos.

– Notas quentes do cinema: Hal Jordan descalço; Mulher Maravilha bem vestida e Kilowog com voz!

Vamos dar uma volta pelas notícias de cinema quadrinistico das últimas horas!

O ator Michael Clarke Duncan foi contratado para fazer a voz do Lanterna Verde Kilowog no filme Green Lantern. Ele se junta a Geofrey Rush, que faz a voz de Tomar-Re.

O futuro Kilowog Michael Clark Duncan

E quanto ao Lanterna Verde da terra, Hal Jordan, a Warner divulgou fotos em alta qualidade com o uniforme final, derradeiro, já no ponto, que vai pro cinema. As imagens mostram detalhes de um uniforme que como tudo mais no visual do filme, parece bem estranho. Lembra bastante o uniforme do Spawn do filme, uma roupa viscosa que prende no corpo, como nos detalhes dos pés que parecem descalços. Curtam ai embaixo:

E notícias do set da série Mulher Maravilha informam que haverá ainda outro uniforme para ser usado no piloto, um que é muito mais familiar aos fãs! De acordo com os produtores, sempre esteve nos planos deles ter mais de um uniforme (“Afinal é uma série de mulherzinha e se não tiver muitas roupas lindas, não vamos atingir nosso público alvo” -leia com um voz bem irônica) e que o uniforme com short curto é usado inclusíve na cena final.

Sem comentários…

– Conheça o Batman Live! A apresentação teatral de Batman!

Enquanto o Homem-Aranha padece no inferno pavimentado de atores machucados, péssimas resenhas e atrasos sem fim da Broadway, um certo roedor voador se prepara para subir no palco em grande estilo (ou pelo menos o máximo de estilo que uma peça de teatro do Batman pode ter…)

Batman Live: World Arena Tour, não é um musical, mas uma super produção teatral pirotécnica que conta a origem de Robin com o script de Allan Heinberg, Stan Berkowitz e Alan Burnett.

Apesar dos nomes citados já terem trabalhado com Batman em algum ponto ou outro (Burnett por exemplo escreveu vários episódios de Batman Animated Series), o visual todo se aproxima perigosamente dos filmes de Joel Schumacher.

Confiram um vídeo da produção abaixo e na sequência várias fotos dos atores fantasiados!

 

 

– Top Shelf e Zip Comics lançam material inédito de Harvey Pekar!

Apesar de falecido, o escritor Harvey Pekar ainda vai abrilhantar muito as Comic Shops dos EUA, e no Brasil também espero, no futuro.

A editora Top shelf, em parceria com a Zip Comics, está lançando nos EUA “Cleveland” – uma nova Graphic Novel do autor  de American Splendor que conta com Joseph Remnant como artista.

O livro é uma ode de 112 páginas a cidade natal de Pekar, que já tinha escrito todo o roteiro e aprovado as 20 páginas de arte produzidas por Remnant antes de sua trágica morte. Assim como Cleveland, ainda existem vários roteiros do autor sendo trabalhado para o futuro.

Confira as imagens abaixo:


-Sequestrando Kevin Smith: nova Graphic Novel com capa de Michael Allred!

Dois proprietários de uma loja de quadrinhos nos EUA resolvem raptar o escritor e diretor de cinema Kevin Smith para obriga-lo a escrever um roteiro sobre eles para um filme. Essa é o roteiro de Kidnnaping Kevin Smith, uma graphic novel criada por Chad Blakely que está sendo anunciado pra junho nos EUA.

Veja uma arte abaixo e a bela capa da edição desenhada por Michael Allred:

– O que aconteceria se Shaun of the Dead fosse Scott Pilgrim e durasse 60 segundos?

A ótima adaptação cinematográfica do quadrinho de Brian Lee O´Maley “Scott Pilgrim” foi feita pelo diretor Edgar Whright, que já tem em seu trabalho pérolas como Shaun of the Dead (que no Brasil recebeu o infâme nome de “Todo Mundo Quase Morto”) e Chumbo Grosso. Agora imagine que Shaun of the Dead fosse na verdade um quadrinho de Brian Lee O´Maley, e que fosse animado por Edgar Whright, e que só tivesse sessenta segundos!

Confira isso tudo no vídeo abaixo:

– Veja a capa da provável última aventura de Tin Tim!

Já que estamos muito imaginativos nesta quarta feira ensolarada, vamos a mais um exercício de criatividade. Misturar o reporter aventureiro belga Tin Tim com os insetos gigantes espaciais de Aliens pode parecer EXTREMAMENTE inusitado. Mas não o suficiente para o artista Dan Hipp, famoso por ter muito tempo livre e gasta-lo com toneladas de desenhos e cross overs bem interssantes. Ele concebeu uma capa para um potencial último volume de Tin Tim: Tin Tim and the Hugged Face.

Confira abaixo:

– Arte do Reino Especial! Amanda Conner!

Hoje nosso blog tá demais. Tão demais que vou até colocar uma edição especial da Arte do Reino em homenagem a super artista Amanda Conner que está completando mais uma volta em torno do sol do setor espacial 2814!

Ser uma desenhista nos quadrinhos, especificamente na industria americana, é um caso bem raro. E essa desenhista ser boa, é um tanto quanto mais raro ainda. Temos muitos exemplos de mulheres que hoje estão muito bem colocadas nos quadrinhos: a pioneira Wendy Pini de Elfquest, a mestra Jill Thompson, a eterna Marie Severin.. são muitas.

Mas uma delas vem galgando posições dentro dos comics com uma arte sensual, mas não vulgar; debochada mas de alta qualidade; que conquistou escritores como Garth Ennis e Geoff Johns e que defende a unhas e dentes o direito da Poderosa ter peitões! Ela é Amanda Conner e ontém foi o aniversário dessa profissional que veio pra mostrar como se desenha uma mulher sexy de verdade!

Eu particularmente adoro os olhos baixos, semi-ressaqueados de suas personagens.

Feliz Aniversário Amanda Conner!

(With special thanks to the Comics Alliance site for the gathering of pin-ups and the remembering of her birthday!)

 

P-p-p-por hoje é ée só p-pessoal!