Posts Tagged ‘Grant Morrison’

Grant Morrison: Em Polêmica Entrevista pra Playboy

novembro 13, 2012

Grant Morrison: Em Polêmica Entrevista pra Playboy

Grant Morrison….. é um dos escritores mais aclamados e polêmicos dos quadrinhos. Com obras marcantes em sua carreira (“Os Invisíveis”, “Homem-Animal”, “Novos X-Men”, “Grandes Astros: Superman”, “Marvel Boy”, e várias histórias do “Batman”: incluindo sua fase atual nos EUA), o autor fez declarações bastante polêmicas em uma recente entrevista pra revista Playboy:
Entre as quais…. afirmou que Batman é GAY (e que “não há como negar isso”), que a Mulher-Maravilha foi criada como um reflexo das fantasias e desejos sexuais  proibidos da época (sempre era amarrada e amordaçada em histórias q mesclavam luxúria e submissão feminina além de lesbianismo sutil), e Magneto (vilão dos X-Men) é apenas um terrorista que não tem nada da “nobreza” que a Marvel tentava agregar à ele!!!
Confira abaixo a entrevista (traduzida em português)…. e tire suas próprias conclusões sobre essas e várias outras declarações polêmicas:

Sobre o Batman:

“Eu fiquei interessado no elemento de “classes” que envolve o Batman: Ele é um cara rico que bate em gente pobre. É uma missão bem bizarra sair a noite vestido de morcego e dar uma surra em marginais. E aí ele vai pra casa e mora numa mansão. Há uma qualidade inspiradora nele – ele é um fora da lei e ele pode comprar qualquer coisa. Ele tem um bat-móvel novo a cada filme. Ele é muito plutoniano no sentido de que ele é rico e no senso de que ele tem um desvio sexual. A homossexualidade é intrínseca ao Batman. E eu não estou usando “gay” no sentido pejorativo, mas Batman é muito, muito gay. Não há como negar isso. Obviamente que como personagem ficcional há uma pretensão de que ele seja heterosexual, mas a base de todo o conceito dele é altamente gay. Eu acho que é por isso que as pessoas gostam. Todas aquelas mulheres que o desejam, e elas todas usam aquelas roupas fetichistas e pulam de telhado em telhado para pegá-lo. Mas ele não se importa – ele está mais interessado em sair com o velho e com o garoto.”

 Sobre o Superman:

“Quando Superman foi criado durante a Grande Depressão, ele era o campeão dos oprimiidos e lutava ao lado dos trabalhadores. Ele era fora da lei. Se você batesse na mulher, ele te jogaria pra fora da janela. Se você fosse um deputado corrupto, ele ficaria te balançando do alto do telhado até você confessar. Eu acho que isso tinha um grande apelo para as pessoas que estavam perdendo seus empregos para máquinas: de repente você tinha um super-humano quebrando as máquinas e esmurrando robôs. Mas a popularidade dele declinou – ninguém mais quer ser um filho de fazendeiro hoje em dia. Os escritores americanos geralmente dizem que acham difícil escrever o Superman. Eles dizem que ele é poderoso demais; que não dá pra criar problemas pra ele. Mas o Superman é uma metáfora. Pra mim, Superman tem os mesmos problemas que nós temos, mas numa escala de Paul Bunyan*. Se Superman sai pra passear com o cachorro, ele anda em volta de um cinturão de asteróides porque ele pode voar. Quando os parentes do Superman vêm visitá-lo, eles vêm do século 31 e trazem com eles um monstro conquistador infernal do futuro. Mas no fim ainda é uma história sobre parentes visitando.”

*Paul Bunyan é um lenhador gigante que faz parte do folclore americano. (Teve uma história sobre ele adaptada e publicada em “Almanaque Disney nº 1” da Abril)!!!

Sobre o Coringa:

“Eu me identifico com o Coringa até certo ponto – pelo menos na forma como eu o escrevo, que é como um idiota cósmico. Ele é o oposto perfeito do Batman, se não for mais. Quando o Coringa apareceu em 1940, ele era um maníaco homicida amarrado. Então eles tiraram toda violência e morte, e ele se tornou um palhaço gargalhando, dirigindo por todo lado em seu Coringa-móvel. Depois ele era um paciente psiquiatrico risonho da versão da série de TV. De repente nos anos 70 ele estava matando seus capangas novamente. E nos anos 80 ele era um andrógino transvestido. Então eu disse: “okay, nós tivemos todas essas versões do Coringa. Então vamos dizer que elas são todas partes da mesma pessoa que apenas muda de ideia a cada dia. Eu racionalizei isso ao dizer que ele é supersão, o primeiro homem do século 21 que consegue lidar com o excesso de informação mudando toda sua personalidade. Eu até que gosto dele, porque ele é um pop star – ele é como Bowie.”

Sobre a Mulher-Maravilha:

“William Moulton Marston, o cara que criou a Mulher Maravilha, era um notável psiquiatra. Ele é o cara que inventou o polígrafo, o detector de mentiras. Ele era um daqueles boêmios que amava livremente; ele e a mulher dele, Elizabeth, compartilhavam uma amante, Olive, que foi o modelo físico para a Mulher Maravilha. O que ele e Elizabeth fizeram foi propor uma sociedade de amazonas que ficou sem a presença de homens por 3 mil anos. Isso se desenvolveu, juntamente com algumas das mais febris fantasias de Marston, numa utopia lésbica. Embora elas fossem supostamente amantes de uma cultura de paz, o anseio de todas essas super-garotas parece girar em tonro de lutar umas contra as outras, e essa coisa louca e ritualística, onde garotas se vestem como veados e são perseguidas e amarradas e simbolicamente comidas num banquete. Essa coisa toda era luxúria misturada com bondage e escravidão. A Mulher Maravilha era constantemente amarrada ou algemada – e tudo isso se tornou um grande sucesso. Quando Marston morreu em 1947, eles se livraram dos elementos perversos, e instantaneamente as vendas afundaram. Mulher Maravilha deveria ser a mulher mais sexualmente atraente, inteligente e pontente que você possa imaginar. Ao invés disso, ela se tornou um cruzamento entre a Virgem Maria e a Mary Tyler Moore que não tem apelo nem mesmo para garotas.”

Sobre Magneto:

“Magneto é um velho terrorista bastardo. Eu entrei num encrenca – os fãs dos X-Men me odiaram porque eu o transformei em um velho estúpido e idiota viciado em drogas. Ele apareceu inicialmente como esse desprezível e cruel terrorista, então eu pensei: “Bem, isso é o que ele realmente é”. Chris Claremont fez ótimo trabalho através dos anos para redimir o personagem: Ele o tornou um sobrevivente dos campos de concentração e um nobre anti-herói. Então eu apareci e coloquei tudo aquilo de lado. Era logo depois do 11 de setembro, e eu disse: “ele não é nobre porra nenhuma”.

Retirado do : Actions e Comics
Anúncios

Notas Quentes do Reino dos Quadrinhos! 04/05

maio 4, 2012

Veja a capa quadrupla de Jim Lee para o Free Comic Book Day! Existem estratégias de marketing pequenas e existem estratégias de marketing realmente gigantescas. Uma dessas acontece uma vez por ano e  é chamada de Free Comic Book Day, um dia em que as editoras de quadrinhos nos EUA distribuem quadrinhos para os clientes das comic book shops gringas. Mas não é qualquer quadrinho. O FCBD deste ano, que vai acontecer neste sábado, é um evento em que as editoras distribuem previews gratuitos dos títulos mais importantes do ano. E acabou de ser colocado na net a imagem da capa quadrupla da primeira mega saga do universo DC pós reformulação. A saga se chama Trinity. Não há muitos detalhes disponíveis ainda, mas a imagem é bem curiosa. Temos algumas mudanças nos personagens e até algo que se parece com uma mulher vestindo a roupa do Átomo. Confira abaixo:

Vejam imagens de Dinasaurs versus Aliens – Finalmente algumas imagens da graphic novel de Grant Morrison – Dinosaurs versus Aliens, sobre uma luta pré histórica entre dinosauros inteligentes e invasores alienígenas – estão disponíveis na rede. Confiram as imagens abaixo. A mini-série vai ter a arte de Barry Sonnenfeld e Mukesh Singh.

Conheça a arte de Chris Weston!

abril 25, 2012

Se você lia Os Invisíveis – o quadrinho-magia de Grant Morrison – em suas encarnações publicadas no Brasil, já deve ter visto a arte de Chris Weston. Ele desenhou o número#10 em que aparece o rapper voodoo Jim Crow.

O talentoso artista trabalhou com ainda com Morrison na série The Filth e em muitos outros capítulos dos Invisíveis que não saíram no Brasil. Trabalhou ainda com autores como Warren Ellis, James Robinson e Mike Carrey.

Agora você pode ver um pouco do processo criativo do artista em um curta bem legal que documenta, entre outros trabalhos, a pintura de uma ilustração de Miracleman.

Confira abaixo:

Ok, não sei postar video do Vimeo. Ainda em que o velho e bom youtube está ai pra me dar uma mão.

Confira o vídeo abaixo:

Rapidinhas do Reino dos Quadrinhos!

outubro 13, 2011

– Grant Morrison anuncia projeto com a Mulher-Maravilha:

O polêmico escritor Grant Morrison anunciou esta semana que está preparando uma série da Mulher Maravilha para estrear em 2012. A série pretende resgatar o conteúdo sexual que tornou a série popular nas mãos de seu criador Willian Marston Moulton e apesar de isso parecer impossível, ainda mais diante das tentativas frustradas da DC em tratar a sexualidade feminina, no entanto, o escritor afirmou ter achado o tom certo pra série. Agora é esperar para ver.

– Dc anuncia adaptação da trilogia Millenium:

A Vertigo anunciou para 2012 uma série de grafic novels adaptando o best seler do escritor sueco Stieg Larson  – a trilogia Millenium. Cada livro da série terá dois volumes escritos por Sylvain Runberg, da BD francesa Orbital e terá a arte de José Homs da série L’angélus. A série será produzida em conjunto com a editora francesa Dupuis e o primeiro volume ” The girl with the dragon tatoo” está progamada para o começo de 2012.

– Gail Simone abandona Firestorm:

os novos 52 títulos da DC estão ai já a alguns meses, e as trocas de criadores tem sido constantes. O último anúncio foi que a escritora Gail Simone está saíndo da série do Nuclear, que estava co-escrevendo com o desenhista Ethan Van Sciver, a saída se deve a diferenças editoriais com os editores. Esta decisão não abrange a série Batgirl, mas ao que parece a escritora tinha planos para a revista Fury Of Firestorm: The Nuclear Men, como este quadro de Batgirl #2 indica:

 

Veja o trailer do documentário sobre Warren Ellis!

setembro 28, 2011

Primeiro veio Alan Moore, seguido por Grant Morrison e agora é a vez do escritor Warren Ellis ser a estrela de um documentário sobre sua vida e obra.

Warren Ellis: Captured Ghosts é produzido pela mesma equipe de Talking With Gods, sobre o escoçês Grant Morrison, e traz nomes como Joss Weadon, Ben Templesmith, Will Wheaton e até a atriz Helen Mirren. Tudo isso amarrado por uma entrevista com o próprio escritor.

O documentário será laçado até o final do ano.

Confira o trailer abaixo:

 

Veja o preview da nova Action Comics de Grant Morrison!

setembro 2, 2011

Estamos em setembro e o  novo universo DC já nasceu na forma da Liga da Justiça de Geoff Johns e Jim Lee.

Polêmicas e previsões a parte, o fato é que um dos títulos mais esperados desse reboot é a Action Comics escrita pelo laureado Grant Morrison e com a belíssima arte de Rags Morales.

A revista irá contar os primeiros dias desse novo Super-homem que, de acordo com Morrison em seu livro Supergods, ainda é um herói do povo, quase que um comunista. No mínimo curiso.

Confira abaixo o preview:

Vejam alguns quadros inéditos da versão extendida de We3!

agosto 17, 2011

Não são muitas as revistas em quadrinhos que você pode se lembrar de ter realmente chorado uma lágrima em um determinado momento da história. Mas com certeza o libelo de direitos dos animais que é a belíssima We 3 de Grant Morrison e Frank Quietly foi uma delas.

O conto dos 3 animais de estimação que são usados como armas pelos militares do governo foi relançado nos EUA em uma edição de luxo com páginas a mais e acabamento primoroso. São 10 páginas de história a mais e uma galeria de esboços no final.

Graças ao site Bleeding Cool nós podemos dar uma espiada nesse material a mais. Confira abaixo:

 

 

Confira a nova capa de Superman#1 e as velhas novidades para o azulão no novo Universo DC!

julho 18, 2011

Já havíamos informado aqui que haverão muitas mudanças no novo universo DC, e algumas delas estão chegando a imprensa.

O jornal Washington Post publicou um furo de reportagem onde confirma que o estado civil do novo Homem de Aço vai mudar de casado para solteiro. Na verdade, esse novo Super-homem nunca foi casado e Lois Lane na nova realidade namora um membro do Staff do Planeta Diario. Aliás, a relação do Super com o Planeta Diario vai sofrer uma alteração não revelada.

Resumindo, a editora afirmou que esse novo Superman vai ter muito de Kal-el e pouco de Clark Kent, já que seus pais adotivos já estão mortos há algum tempo.

De qualquer forma, segue abaixo a capa oficial da edição número #1 de Superman, escrito por Grant Morrison e com arte de Rags Morales, confirmando o uniforme camiseta+jeans que apareceu anteriormente. Lembrando que esse título conta o passado do personagem, onde seus poderes ainda estão se desenvolvendo e seu estatus ainda está sendo construído. Confiram abaixo:

Novo Universo DC! O Novo Super-homem!

junho 11, 2011

Estamos de volta Mochileiros!

E hoje vamos cobrir os lançamentos da DC com os títulos do Super-homem, e que, de acordo com nossas contas são os últimos títulos do relançamento do universo DC.

E esta semana se confirma a maior das novidades do novo DCverso: Grant Morrison escreve a nova edição de Action Comics, a revista em quadrinhos seriada mais antiga do mundo e título inaugural do gênero Super-herói, que teve sua numeração descontinuada após alcançar 900 edições, e contará com a arte do Neo-clássico Rags Morales!

Aparentemente a  revista vai retratar um Super-homem mais socialmente ativo e nervoso, teoricamente mais próximo do personagem idealizado por Shuster e Siegel. Um personagem ainda com um nível inicial de poder, distante anos luz do “homem-deus incrivelmente poderoso e seguro de Superman All Stars” de acordo com Morrison.

A arte de Rags Morales também é muito bem vinda. Seu traço, que bebe diretamente dos grandes ilustradores da era de ouro como Hal Foster e Alex Raymond,  se contrasta com estilismo futurista de Frank Quietly, dando um visual que é ao mesmo tempo retrô e inédito.

Nem preciso dizer que é minha melhor aposta de todos os títulos da DC.

Os outros títulos anunciados são:

Superman de George Perez como escritor e com arte de Jesus Merino vai mostrar o personagem mais adiante na cronologia mostrando o novo status quo do personagem e seu elenco de apoio. A capa de Perez já mostra o uniforme do Homem de Aço criado por Jim Lee em toda sua superficialidade e mau gosto.

Michael Green e Mike Jonson, que estavam trabalhando em Batman & Superman, vão trazer a nova Supermoça, com a frase de divulgação “a imprevisibilidade de uma adolescente com todo o poder do Super-homem e sem a mesma afeição pelo planeta Terra.”. Pelo menos a reinvenção do uniforme ficou mais interessante.

E finalmente, em conjunto com o título Teen Titans, vem o novo Superboy que conta com o texto do sofrível Scott Lobdel e com a arte de R. B. Silva. O título conta a história do projet genético que mistura dna kriptoniano com humano chamado Superboy e os resultados que o transformam numa arma perfeita.

Aproveito para dedicar uma música a Lobdel, ela se chama: “We hate you, please die!”

 

 

 

Mais notícias bombásticas sobre o reboot do Universo DC!

junho 1, 2011

E a DC continua divulgando novidades de seu universo após o final de Flashpoint!

O que sabemos até agora:

A DC vai reformular seus personagens para um século XXI mais moderno e variado;

Serão 52 títulos relançados a partir de novos #1;

O primeiro título divulgado é a Liga da Justiça de Geoff Johns e Jim Lee;

Os títulos serão os primeiros lançados simultaneamente no formato digital e impresso, todos os títulos!

Agora as novidades.

Já sabemos que a editora manterá 52 títulos mensais. Destes 52 (um número bem familiar aos leitores, é o número de terras paralelas oficiais da editora) títulos, 13 serão inéditos apresentando personagens novos, ou velhos personagens com funções diferentes do habitual.

Mas com certeza a maior novidade é a confirmação do escritor Grant Morrison em um novo título de Super-homem. Não foi confirmado se trata-se do título “Superman” ou se é algo novo.

Confirmado também o número um de Birds of Prey, no entanto, o nome da escritora Gail Simone não está envolvido no projeto.

O escritor Fabian Nicieza cuidará do relançamento de Teen Titans.

Embora não esteja claro que eventos da cronologia atual da empresa vão permanecer como oficiais no relançamento, a DC confirmou que o escritor Geoff Johns vai continuar escrevendo o título do Lanterna Verde e que os recentes eventos de Brightest Day e a Noite Mais Densa vão estar dentro da nova cronologia.

Outra notícia escandalosa é que o novo título da Batgirl não terá Stephanie Brown como protagonista. Provavelmente a personagem mais azarada da cronologia do morceg, Brown, que é filha do vilão Mestre das Pistas, já foi a Salteadora, algum tempo depois deixou de lado esta identidade para ser a nova Robin e morrer com o uniforme. Depois ele voltou dos mortos (sem spoilres quanto a isso) e virou a nova Batgirl por tempo suficiente para o universo ser reformulado e ela simplesmente deixar de existir e ser substituída pela clássica Barbara Gordon! Isso mesmo. O novo universo DC vai perder uma Salteadorea e uma Oráculo para gahar de volta sua Batgirl original.

Atualização – A guerra judicial entre a família Shuster e a DC comics pode ser a provavel responsável pelo novo uniforme do Homem de Aço! Um provavel desfecho dessa guerra sugere que o personagem seja dividido em dois: um Super-Homem de cueca por cima da calça, com o uniforme igual ao da primeira aparição antes de ser comprado pela editora que então viria a ser a DC Comics, seria de propriedade da família Shuster, enquanto uma nova versão adaptada seria o personagem da DC. O resultado disso é que existiriam dois Super-Homens!