Posts Tagged ‘DC’

Além dos novos 52! Histórias que não podem se perder no Flahspoint!

maio 9, 2013

No próximo mês o universo DC novos 52 comemora um ano no Brasil. Para alguns, este não é um motivo de comemoração… mas, independente de gosto pessoal, este novo universo DC ainda se encontra numa bagunça editorial em que fica difícil saber o que veio antes e o que começou agora… quais os personagens cuja cronologia ainda deve ao universo anterior e quais que começam do zero. O problema é que existe uma grande história por trás dos novos 52 e que, não fosse apenas pelo fato de alguns capítulos desse passado ainda serem extremamente relevantes para o presente (como é o caso das revisas do Lanterna Verde e do Batman), essas aventuras estariam esquecidas. Estas edições valem a pena serem tiradas do limbo do esquecimento para serem lidas e apreciadas pelos novos leitores e nós da Kingdom Comics vamos fazer este serviço cívico decenauta para você fiel leitor.

E não há lugar melhor pra começar do que pelos Vingadores… isso mesmo!

JLA_Avengers_George_Perez

Eles estão em todos os lugares hoje em dia graças ao filme de sucesso da Marvel Studios e, num passado não muito distante, eles estiveram no universo DC também. Um dos tesouros apagados da cronologia da nova DC é o encontro entre seus campeões da Liga da Justiça e o grupo de aventureiros da editora concorrente, os Vingadores, no título escrito por Kurt Busiek e belamente ilustrado pelo mestre George Perez “Liga da Justiça Versus Vingadores”. A simplicidade do nome da revista esconde o melhor cross-over entre editoras que já houve, uma aventura que esperou mais de 20 anos para ver a luz do dia.

No final dos anos 70 o artista George Perez já tinha seu nome escrito no panteão dos grandes artistas de quadrinhos graças a sua passagem pelo título dos Vingadores na Marvel e seu trabalho na revista da Liga da Justiça pela DC. Daí foi um pulo para ganhar o mundo com sua versão moderna dos Novos Titãs e reformular todo o universo de Super-homem e companhia na mega saga Crise nas Infinitas Terras. Tendo já trabalhado brilhantemente nos títulos das duas maiores equipes de cada editora, e se especializado por compor cenas épicas com dezenas de personagens em um mesmo painel, nada fazia mais sentido que escala-lo para fazer o maior cross-over entre as editoras. O projeto já estava com 20 páginas desenhadas quando  o tapete foi puxado. A época para colaborações havia terminado e seria preciso esperar até o começo do século XX para voltar a tocar no assunto.

Arte promocional do encontro entre os grupos nos anos 80

Arte promocional do encontro entre os grupos nos anos 80

Com o final dos anos 90 veio a grande crise dos quadrinhos norte-americanos e as editoras resolveram voltar a se unir em nome do bom e velho lucro gordo gerando histórias de gosto duvidoso e que não chegavam a corresponder a expectativa. Mas a chama se acendeu em Kurt Busiek e no então editor da Marvel Joe Quesada. George Perez havia voltado com toda força ao mundo dos quadrinhos ilustrando os Vingadores de Busiek e a Liga da Justiça também gozava de uma sequência de prestígios depois que o polêmico escritor Grant Morrisson trouxe de volta os 7 heróis fundadores que estavam a anos fora da formação da Liga. O terreno estava pronto para fazer o maior cross-over de editoras da terra, só desta vez os envolvidos tinham mais do que lucro em mente! Havia um projeto interrompido que era a paixão de Perez e a habilidade de escritor e a empolgação típica de fanboy de Busiek que não ia perder a oportunidade de abusar das capacidades de seu parceiro do lápis e colocar cada membro que já participou de uma história da Liga ou do Vingadores numa revista.

Justice-League-vs-Avengers

O resultado, como esperado, foi de encher os olhos. Toda a atenção de detalhes e o conhecimento histórico de Busiek se misturou a um George Perez possuído pela vontade de produzir e Liga Vs Vingadores não só foi a melhor história entre os dois universos como desbancou sem dificuldades a horrível mini-série Marvel Vs DC publicada alguns anos antes. São 4 edições de puro orgasmo marvete e decenauta em que todos, simplesmente todos os personagens que já passaram pelo folclore dos dois grupos aparecem e muito mais.

Teams2

História em quadrinhos de Super-herói com qualidade, substância e amor na produção, isso é Liga da Justiça Versus Vingadores. E se você é fã de carteirinha de George Perez, não pode perder a memorável visita que o artista vai fazer ao Brasil durante o oitavo Festival Internacional de Quadrinhos que será realizado em Belo Horizonte em Novembro!!

Fique de olho:

AnucioFIQ

 

 

Liga da Justiça Versus Vingadores – mini-série em 4 edições pacote completo: R$ 50,00! Aqui na Kingdom Comics!

Anúncios

Notas Quentes do Reino dos Quadrinhos! 04/05

maio 4, 2012

Veja a capa quadrupla de Jim Lee para o Free Comic Book Day! Existem estratégias de marketing pequenas e existem estratégias de marketing realmente gigantescas. Uma dessas acontece uma vez por ano e  é chamada de Free Comic Book Day, um dia em que as editoras de quadrinhos nos EUA distribuem quadrinhos para os clientes das comic book shops gringas. Mas não é qualquer quadrinho. O FCBD deste ano, que vai acontecer neste sábado, é um evento em que as editoras distribuem previews gratuitos dos títulos mais importantes do ano. E acabou de ser colocado na net a imagem da capa quadrupla da primeira mega saga do universo DC pós reformulação. A saga se chama Trinity. Não há muitos detalhes disponíveis ainda, mas a imagem é bem curiosa. Temos algumas mudanças nos personagens e até algo que se parece com uma mulher vestindo a roupa do Átomo. Confira abaixo:

Vejam imagens de Dinasaurs versus Aliens – Finalmente algumas imagens da graphic novel de Grant Morrison – Dinosaurs versus Aliens, sobre uma luta pré histórica entre dinosauros inteligentes e invasores alienígenas – estão disponíveis na rede. Confiram as imagens abaixo. A mini-série vai ter a arte de Barry Sonnenfeld e Mukesh Singh.

Confira um preview da adaptação da DC de The girl with the Dragon Tattoo!

abril 23, 2012

O site Bleeding Cool postou hoje uma prévia das páginas de abertura da adaptação da Vertigo/DC comics do primeiro livro da série Millenium do escritor sueco Stieg Larsson.

A edição da Vertigo é adaptada por Denise Mina, Leonardo Manco (Hellblazer)  e Andrea Mutti e segue uma adaptação mais literal da obra, utilizando um tom bastante realista,como você pode ver abaixo:

 

 

Enquanto isso, a editora francesa Dupuis (casa de Spirou) também está lançando sua adaptação do mesmo livro, mas com uma abordagem bem mais direta e com sempre eficiente técnica de utilização do cartum inserido em um ambiente realista. Podem conferir a diferença abaixo:

 

Opinião – Pensamentos sobre Before Watchmen, ou “Uma auto-estrada pavimentada de boas inteções”

abril 18, 2012

“Os quadrinhos são os filhos bastardos da imprensa com o mercado” disse Art Spielgman certa vez (Art Spielgman, caso você tenha entrado neste site por engano achando que era um site da Disney, é um dos principais quadrinistas a chamar a atenção do grande público para as HQ´s e seu potencial para abordar temas mais sérios e espinhosos como campos de concentração e anti-semitismo em sua obra MAUS). E como mercado e HQ´s mainstream são meus assuntos preferidos para tratar aqui, evoco a fala de Spielgman e acrescento que estes filhos, em sua encarnação mais mercadológica – os comics norte-americanos, além da sua infeliz condição de bastardos estão passando hoje por um momento de exploração intensiva e abusiva por parte dos grandes conglomerados do entretenimento acrescentando a uma relação incestuosa (como coloca Alan Moore) um nível só visto antes na aurora da indústria dos comics.

E, já que falamos aqui do escritor Alan Moore, recentemente a Dc Comics anunciou uma série de especiais entitulados  Before Watchmen onde um eclético grupo de escritores e artistas exploram o passado do universo criado pelo polêmico mago inglês e pelo artista Dave Gibbons. Preciosismos a parte, a lista é de impressionar: Darwin Cooke, Amanda Corner, Adam Hughes, Jae Lee, Joe e Adam Kubert, Brian Azarello controverso escritor J. Michael Straczinsky. Há ainda um nome curioso que está a bastante tempo sem produzir e que tem sua carreira entrelaçada  a de Moore por motivos não menos curiosos: Lein Wein.  Wein é um notório antipatizante de Moore e criador do personagem Monstro do Pântano, personagem que foi a porta de entrada do mago nos comics. Lein era editor da DC quando quis alterar o final da mini-série por considerar ser uma idéia não muito original. Tendo razão ou não, a tensão no final da série marcou a relação de Moore com a DC e os trabalhos futuros. Ironicamente, agora Wein vai ter a chance de mostrar sua visão da série em Before Watchmen.

Nem preciso dizer que este projeto incendiou os fóruns e a imprensa especializada e que irritou bastante Alan Moore, que já havia se posicionado contra qualquer utilização da história em projetos caça níqueis posteriores. E enquanto o editor Paul Levitz capitaneava a editora, este acordo de cavalheiros se manteve inalterado até a Time Warner decidir que deveria assumir as rédeas administrativas daquela pequena editora que possuíam e que mal rendia lucros com suas vendas (lógico, falo isso dentro da ótica agigantada de um monstro corporativo do porte da Warner), mas que tinha propriedades criativas que lhe rendiam bilhões de dólares nas portas dos cinemas e nas lojas de brinquedos.

A aproximadamente um ano, o quadrinista Darwin Cooke, a mente e mãos  por trás de obras como o libelo da era de prata DC Nova Fronteira e suas muito bem recebidas Graphic Novels Richard Stark´s Parker: The Hunter e Parker: The Outfit que adaptam os livros da novela policial de Donald Westlake , disse ter sido abordado pela nova direção da editora de Super-homem  para trabalhar em um projeto com os personagens de Watchmen. Cooke afirmou nutrir um respeito imenso pela obra e que considerava ofensiva uma tentativa de retornar a este universo sem que seus criadores originais estivessem envolvidos ou que houvesse ao menos uma autorização por parte de Moore. No entanto, ao anunciarem Before Watchmen para o público, seu nome figurava entre uma das maiores estrelas envolvidas no projeto encabeçando títulos que, imaginados pela sua visão particular, exalam o perfume apetitoso que suas obras liberam : Minutemen – o equivalente a Sociedade da Justiça do universo de Dr. Manhattan e sua trupe de heróis disfuncionais; e o título Silk Spectre – narrando as aventuras da heroína mascarada da era de ouro e que será ilustrada pela artista Amanda Corner. Além destes títulos ainda temos ainda Brian Azarello em colaboração com seu parceiro de trabalho Lee Bermejo em uma série de Rorchach e, tendo J. G. Jones com colaborador, uma série do Comediante.  O já citado Lein Wein fará dois títulos, uma série de Ozimandias com a soturna arte de Jae Lee; e uma revista misteriosa chamada Crimson Corsair desenhada por John Higgins. J. Michael Strazinsky estará por trás dos roteiros de uma série do Doutor Manhattan, ilustrado com a bela arte de Adam Hughes e também da série de Nite Owl, que conta com o lápis de Andy Kubert e o nanquim de seu pai, o mestre Joe Kubert (que cairia melhor, talvez, no título do comediante).

Obviamente, junto a esse projeto já estão programados estátuas e figuras de ação produzidas pela Dc Direct, ramo da Dc comics que cuida dos produtos colecionáveis. Aliás, este mês também ocorreu a mudança de nome da DC Direct, agora atende por DC Colectibles.  A troca do nome atende as mudanças que a nova direção impôs, afinal, colecionismo doentio é uma das modas propagadas pela principal vitrine da DC: o seriado Big Bang Theory. Mudar o nome é uma ótima estratégia para guiar o público da série para o setor da empresa que transforma o hobby em moda e estilo de vida.

Retornando aos gibis, pensar no produto que estas mentes podem conceber é algo que realmente dá água na boca. E não me sinto nem um pouco culpado em reconhecer isto. Pelo menos não tanto quanto me sentiria em ler um fanfic de boa qualidade que envolvesse os personagens de Watchmen. Alias, a palavra que mais se encaixaria para descrever este projeto seria exatamente esta: Fanfic. Lógico que os fãs envolvidos na produção desta ficção são profissionais de grosso calibre, fato que não desmerece qualquer mérito estético-narrativo que essas obras possam vir a ter. Mas o que me impede de nomear Before Watchmen como Fanfic é um único e importantíssimo fator: Não se paga, ou se lucra, por fanfics. O objetivo de um Fanfic é sempre o de extravazar as histórias que ainda continuam sendo escritas nas cabeças dos fãs anos depois de terem lido determinadas obras. O que empesteia todo esse empreendimento, manchando boas índoles profissionais e desrespeitando criaturas e criadores é a insistência dos executivos da Warner em disfarçar exploração descarada de bens intelectuais que se perderam em acordos jurídicos assinados em uma época que era impossível prever o que tais obras se tornariam (Batalha DC X Shuster/Siegel, alguém? Alguém?) com um discurso de “homenagens” a importância dessas obras ou criadores. Ano passado, outra “homenagem” de mau gosto enfureceu a família do falecido Dwayne McDuffie. A editora anunciou uma edição especial de seu personagem Static Shock,  conhecido no Brasil como “Super Choque” em que por U$ 5,95 você podia relembrar a obra de McDuffie sem que nenhum centavo das vendas desta revista fossem repassados a família. Os parentes do autor, lógico, obrigaram a editora a cancelar a edição.

Na contra-mão disso tudo, autores independentes tem encontrado na net um terreno fértil para publicarem seu trabalho. Tão fértil, que é preciso muitas horas livres para garimpar as perolas potenciais deste novo meio. Meio este que também é responsável pelo grosso do prejuízo que os conglomerados midiáticos monstruosos vem sofrendo com a distribuição gratuita de filmes e scans de gibis. Se isso é bom ou ruim é outra complexa discussão, mas que, graças ao escritor Mark Waid, seu novo blog de opinião e seu novo cargo como coordenador do selo Marvel Infinity de quadrinhos desenvolvidos direto para tablits e iphones, tentaremos pincelar no nosso próximo texto. Concluo imaginando, em um futuro bem próximo, um Alan Moore bonachão liberando na net as páginas de Before Watchmen para todos que quiserem matar a curiosidade de ler estas homenagens a sua obra. E cobrando o preço justo que uma obra não autorizada deve ter.

Arte de Jim Lee para Before Watchmen - Pura inspiração...

Cameron Stewart desenha para o quadrinho da Mulher-Gato da Converse!

novembro 1, 2011

A Converse,  empresa dos tennis All-Stars, anunciou nos EUA uma série de tenis da Dc Comics do modelo Chuck Taylor durante a comi con. Agora os modelos estão sendo lançados e a surpresa é que eles veem com um mini-comic em cada modelo contando a origem dos personagens. Embora alguns mini-comics são histórias já publicadas em revistas, outros são inéditos, como a que vem encartada com o modelo da Mulher Gato que conta com o roteiro de Scott Beatty e a bela arte de Cameron Stewart.

E você pode conferir estas artes abaixo!

Confira um preview do Frango Robô especial da DC Comics!

outubro 25, 2011

Programado para o verão de 2012, o especial Frango Robô focado no universo DC tem tudo para ser hilário. A Adult Swim já confirmou o programa e colocou no ar um clipe de divulgação estrelando Hall Jordan e Sinestro e você pode conferir o sangrento vídeo abaixo:

Quentinhas do Reino dos Quadrinhos!

outubro 5, 2011

-Este pode ser o próximo Godzilla?

O escultor Hector A. Arce havia feito a incrível estátua de Gojira abaixo apenas como esporte. Mas a Legendary, estúdio que está produzindo o novo filme ocidental do monstro japonês gostou tanto do resultado que o contratou para trabalhar no design do filme. Segundo o escultor, o trabalho final não saiu muito diferente deste abaixo. Segundo Arce também, a produção optou por roupas de borracha e efeitos analógicos na produção. Confira o potencial nas fotos abaixo:

— Disney vai relançar clássicos da Pixar em 3D! O relançamento de Rei Leão nos cinemas dos EUA em versão 3D foi um sucesso tão grande, que a Disney pretende relançar 4 filmes para o mercado 3D este ano. São eles Monstros S.A. , Procurando Nemo, Pequena Sereia e A Bela e a Fera.

– Não sabe jogar Xadrez? Acho que vai querer começar! A empresa EagleMoss que faz estátuas de chumbo dos personagens da Marvel e DC, e que é distribuído no Brasil pela Panini e a Planeta Dagostini, está lançando nos EUA este mês uma série de encher os olhos com peças de Xadrez da DC. O primeiro tabuleiro é do Batman e as primeiras 4 peças já estão disponíveis para encomendar nos EUA. Mas você pode ve-los aqui:

– Conheça o fã mais… peculiar… do Super-homem!

Conheça Herbert Chavez, um filipino que desde 1995 vem realizando várias cirurgias estéticas para se parecer com seu herói, o Super-Homem. Assim como notórios portadores de transtorno dismorfico corporal, Herbert não se contentou em homenagear seu ídolo angariando uma extensa quantidade de super-memorabília, mas só se satisfez ao se transformar fisicamente em um Superman. Confira abaixo a transformação:

 

Veja o trailer de Batman Ano Um! A nova animação da DC!

setembro 21, 2011

Já havíamos comentando aqui que a DC estava produzindo uma adaptação do fundamental quadrinho Batman Ano Um para um longa de animação.

Se você gostou só de saber da idéia, espere até ver o trailer! A animação sai em outubro, mas você pode curtir o trailer agora:

 

Novidades San Diego Comic Con! Parte 1 – DC Comics!

julho 22, 2011

É isso ai mochileiros!

A Convenção de Quadrinhos de San Diego está começando e as novidades não param de pipocar! Então, para poder cobrir o evento com competência, vamos dividir para conquistar. Segue abaixo as novidades da DC do primeiro dia da SDCC!

Começando com seu mais carismático personagem: Batman!

Ontem foi o painel do Homem-Morcego, contando com vários criadores discutindo o futuro do personagem e seus agregados assim como respondendo a perguntas do público. E são muitas perguntas!

David Finch, responsável pela arte e texto da revista Batman: The Dark Knight diz que ter assumido tanto a arte quanto o roteiro da revista acabou o levando aos atrasos constantes e longos entre uma edição e outra, mas que no lançamento pós Flashpoint a revista contará com Paul Jenkis como co-escritor, o que de acordo com Finch “eleva bastante o nível de qualidade do texto”.

Outro atraso que causa polêmica é a da revista mensal da Batwoman, que já se extende por quase um ano. Mas, de acordo com os editores, o primeiro arco de 4 partes já está pronto enquanto o segundo arco, com arte de Amy Reeder já está desenhado até a segunda edição, garantindo assim o lançamento sem atraso neste setembro.

Enquanto isso, a escritora Gail Simone avisa que a Barbara Gordon do novo universo DC é uma jovem mulher recém saída da faculdade, contrariando anúncios de que os eventos de Piada Mortal e seu período como Oráculo estariam SIM na cronologia da personagem. Simone também afirmou que Stephanie Brown (ex- Salteadora, ex-Robin e ex-Batgirl!!) não irá ficar longe dos quadrinhos por muito tempo.

O escritor Judd Winick fez questão de frisar que o novo título da Mulher-Gato vai ser muito sexy, tendo repetido a palavra várias vezes. A personagem será perigosa, sexy, com uma forte tendência ao furto e muito, muito esperta. Winick afirmou ainda que a filha de Selina, Helena, não faz parte da cronologia da personagem no novo universo DC. O escritor, responsável também pelo roteiro do novo título BatWing, mostrou uma imagem de preview do novo título, imagem essa que, segundo Winick, está cheia de spoilers.

No painel dos “Novos 52” outras novidades e esclarecimentos foram anunciados, sendo que o maior deles provavelmente se refere a vestimenta da nova Mulher Maravilha.

De acordo com o artista Cliff Chiang o novo uniforme da Mulher Maravilha terá pernas retráteis! Ou seja, ela aparecerá tanto de calça quanto de maiô, dependendo do que o ambiente exige.

Entre alguns pontos esclarecidos estão:

-Wally West estará longe do universo DC por tempo indeterminado. De acordo com Dan Didio, a DC prefere recolocar Barry Allen como único velocista da editora. Quando questionado sobre a existência dos 4 Robins, Didio desconversou: “Essa foi uma decisão dos editores de Batman.”

– A família Marvel está no limbo até que uma decisão empresarial resolva como recoloca-los no universo DC. Isso está nos planos, mas levará um tempo ainda para acontecer.

– Os T.H.U.N.D.E.R. Agents vão voltar com novo título mensal em Novembro, mas os leitores de Xombi se deram mal e não ha perspectivas de lançamento do laureado título nos próximos meses.

– Arsenal não será mais pai e nem mais amputado em sua nova versão. Alguns personagens terão sua idade reduzida de forma que até sua experiência com heroína foi retirada da cronologia.

– A última edição de Booster Gold vai mostrar se o Gladiador Dourado se lembrará ou não do universo DC original enquanto o Stormwatch teve sua inaguração anos antes desta nova leva de personagens. Didio garante que Apolo e Meia Noite ainda são gays e um casal.

 

E terminando, a DC junto com a IDW estão se preparando para lançar um dos crossosvers mais legais dos últimos tempos: Jornada nas Estrelas e Legião dos Super-Heróis!

 

Escrita por Chris Roberson (I Zombie e Superman) e desenhada pela dupla Jeffrey e Phillip Moy, a revista vai juntar o maior grupo de heróis do século XXX com a mais audaz tripulação espacial do século XXX!! Um acidente com uma bolha temporal durante a famosa saga das trevas eternas junta 6 legionários clássicos com 6 membros da tripulação da Enterprise em uma dimensão mixta com elementos dos dois universos, mas onde a humanidade deu errado e se tornou um império tirano.

A revista terá ainda capas de Phil Jimenes e outros artistas clássicos da mitologia da Legião, como Mike Grell, Steve Lightyle e Keith Giffen!

Nota editorial: Essa revista ganha o prêmio de  “A revista que eu mais queria desenhar no mundo!!!”

 

Esta é a nova formação da Liga da Justiça?

junho 27, 2011

A essa altura do campeonato, você caríssimo leitor deste blog já está por dentro das presepadas decisões editoriais da DC comics que vai passar por um relançamento geral neste mês de setembro, com direito a nova cronologia que visa renovar seus personagens para o século XXI. Sabe também que a primeira imagem divulgada foi uma arte de Jim Lee com a formação da nova Liga da Justiça escrita por Geoff Johns.

Agora saiu uma nova imagem que traz, além da formação apresentada, outros personagens. Como esta imagem está ligada a San Diego Comic Con que está para começar, é uma imagem para copos para água que serão distribuidos no estande da DC, não se sabe se todos os personagens apresentados estão na formação da liga ou se se trata apenas de uma imagem de divulgação da editora. De qualquer forma, confira a imagem abaixo:

 

A Dc informou que essa nova Liga seria composta de 14 membros… os que aparecem na imagem são: Deadman (ou Desafiador, não sei o nome que ele usa no Brasil hoje em dia), Elektron (que até então não havia citado em nenhum material de divulgação do reboot), Element Woman (a versão feminina do Metamorfo que foi resgatada com bastante glamour na saga Flashpoint, o que indica que alguns personagens da série vão permanecer após a saga), um personagem do novo status do Nuclear, Arqueiro Verde, Gavião Negro, uma mulher de cabelo branco que ainda não foi identificada (Geoff Johns disse que as recentes especulações sobre Poderosa, Zealot ou Devota dos WildCats, e meu voto é que seja Abgail Cable!) e a rainha Mera.

Com a chegada de SDCC, muitas mais notícias virão, e nós estaremos aqui cobrindo por bem ou por mal!