Archive for the ‘Novidades Kingdom’ Category

Além dos novos 52! Histórias que não podem se perder no Flahspoint!

maio 9, 2013

No próximo mês o universo DC novos 52 comemora um ano no Brasil. Para alguns, este não é um motivo de comemoração… mas, independente de gosto pessoal, este novo universo DC ainda se encontra numa bagunça editorial em que fica difícil saber o que veio antes e o que começou agora… quais os personagens cuja cronologia ainda deve ao universo anterior e quais que começam do zero. O problema é que existe uma grande história por trás dos novos 52 e que, não fosse apenas pelo fato de alguns capítulos desse passado ainda serem extremamente relevantes para o presente (como é o caso das revisas do Lanterna Verde e do Batman), essas aventuras estariam esquecidas. Estas edições valem a pena serem tiradas do limbo do esquecimento para serem lidas e apreciadas pelos novos leitores e nós da Kingdom Comics vamos fazer este serviço cívico decenauta para você fiel leitor.

E não há lugar melhor pra começar do que pelos Vingadores… isso mesmo!

JLA_Avengers_George_Perez

Eles estão em todos os lugares hoje em dia graças ao filme de sucesso da Marvel Studios e, num passado não muito distante, eles estiveram no universo DC também. Um dos tesouros apagados da cronologia da nova DC é o encontro entre seus campeões da Liga da Justiça e o grupo de aventureiros da editora concorrente, os Vingadores, no título escrito por Kurt Busiek e belamente ilustrado pelo mestre George Perez “Liga da Justiça Versus Vingadores”. A simplicidade do nome da revista esconde o melhor cross-over entre editoras que já houve, uma aventura que esperou mais de 20 anos para ver a luz do dia.

No final dos anos 70 o artista George Perez já tinha seu nome escrito no panteão dos grandes artistas de quadrinhos graças a sua passagem pelo título dos Vingadores na Marvel e seu trabalho na revista da Liga da Justiça pela DC. Daí foi um pulo para ganhar o mundo com sua versão moderna dos Novos Titãs e reformular todo o universo de Super-homem e companhia na mega saga Crise nas Infinitas Terras. Tendo já trabalhado brilhantemente nos títulos das duas maiores equipes de cada editora, e se especializado por compor cenas épicas com dezenas de personagens em um mesmo painel, nada fazia mais sentido que escala-lo para fazer o maior cross-over entre as editoras. O projeto já estava com 20 páginas desenhadas quando  o tapete foi puxado. A época para colaborações havia terminado e seria preciso esperar até o começo do século XX para voltar a tocar no assunto.

Arte promocional do encontro entre os grupos nos anos 80

Arte promocional do encontro entre os grupos nos anos 80

Com o final dos anos 90 veio a grande crise dos quadrinhos norte-americanos e as editoras resolveram voltar a se unir em nome do bom e velho lucro gordo gerando histórias de gosto duvidoso e que não chegavam a corresponder a expectativa. Mas a chama se acendeu em Kurt Busiek e no então editor da Marvel Joe Quesada. George Perez havia voltado com toda força ao mundo dos quadrinhos ilustrando os Vingadores de Busiek e a Liga da Justiça também gozava de uma sequência de prestígios depois que o polêmico escritor Grant Morrisson trouxe de volta os 7 heróis fundadores que estavam a anos fora da formação da Liga. O terreno estava pronto para fazer o maior cross-over de editoras da terra, só desta vez os envolvidos tinham mais do que lucro em mente! Havia um projeto interrompido que era a paixão de Perez e a habilidade de escritor e a empolgação típica de fanboy de Busiek que não ia perder a oportunidade de abusar das capacidades de seu parceiro do lápis e colocar cada membro que já participou de uma história da Liga ou do Vingadores numa revista.

Justice-League-vs-Avengers

O resultado, como esperado, foi de encher os olhos. Toda a atenção de detalhes e o conhecimento histórico de Busiek se misturou a um George Perez possuído pela vontade de produzir e Liga Vs Vingadores não só foi a melhor história entre os dois universos como desbancou sem dificuldades a horrível mini-série Marvel Vs DC publicada alguns anos antes. São 4 edições de puro orgasmo marvete e decenauta em que todos, simplesmente todos os personagens que já passaram pelo folclore dos dois grupos aparecem e muito mais.

Teams2

História em quadrinhos de Super-herói com qualidade, substância e amor na produção, isso é Liga da Justiça Versus Vingadores. E se você é fã de carteirinha de George Perez, não pode perder a memorável visita que o artista vai fazer ao Brasil durante o oitavo Festival Internacional de Quadrinhos que será realizado em Belo Horizonte em Novembro!!

Fique de olho:

AnucioFIQ

 

 

Liga da Justiça Versus Vingadores – mini-série em 4 edições pacote completo: R$ 50,00! Aqui na Kingdom Comics!

Anúncios

Harlem shake kingdom comics

março 2, 2013

Camisetas exclusivas Quetin Tarantino + Wallpapers

fevereiro 23, 2013

Em 1992 o cineasta americano Quetin Tarantino revolucionou a maneira de contar histórias no cinema. Com o clássico Cães de Aluguel, o ex-funcionário de video locadora provou que com um bom roteiro e muita criatividade é possível  fazer um marco do cinema com um orçamento baixíssimo. Quando Pulp Fiction chegou aos cinemas em 1994, Tarantino se firmou como um dos grandes nomes do cinema contemporâneo abrindo portas para uma carreira de filmes marcantes, personagens desconcertantes e diálogos ferinos. 
Para comemorar esta carreira, e aproveitando a mostra sobre o diretor que roda o país com o apoio do CCBB, a Kingdom Comics lança uma série de camisetas exclusivas retratando alguns de seus filmes mais significativos – A coleção sangrenta! E você pode conhecer as estampas e ainda baixar wallpapers exclusivos aqui no nosso site/blog e enfeite a tela do computador com seu filme preferido de Tarantino !

WALLPAPERS 800 x 600

WALLPAPERS 1024 x 768

CONIC OUTLET 28/08/2001

agosto 17, 2011

TODA LINHA DE ACTION FIGURES DA KINGDOM COMICS 3 X NO CARTÂO SEM JUROS

julho 14, 2011

Atirando para todos os lados! Os novos faroestes da DC e Marvel!

junho 20, 2011

Já houve um tempo em que Quadrinhos eram sinônimo de faroeste. Esses dias já se foram há muito tempo, mas o gênero western nunca abandonou as HQ´s e seus criadores também nunca deixaram de investir sua criatividade nos velhos duelos ao meio-dia. Mas com algumas mudanças.

Tal é o caso do futuro lançamento de Andy Digle para a Marvel, acompanhado do artista Davide Gianfelice. O conceito é pegar nomes conhecídos do faroeste da Marvel e re-colocalos em uma trama atual, moderna e com uma pitada de super-herói.

A arte de Gianfelice já anima e dá um clima meio Perdedores (Série da Vertigo escrita por Digle) a série.

Saiu também uma imagem da Gotham City do novo título All Star Western que estréia no reboot da DC, série que junta o caçador de recompensas Jonah Hex ao pioneiro psicólogo forense Amadeus Arkham para combater o crime na cidade do Homem-Morcego do final do século 19.

E se você esperava uma Gotham provinciana em volta de uma ferrovia, está muito enganado. Confiram:

12/02/2011

fevereiro 12, 2011

1939
Nace Ray Manzarek, tecladista e cofundador da banda The Doors.

Ninguém me convidou

fevereiro 10, 2011

Ninguém me convidou é resultado da parceria de Allan Sieber com seu pai, Jouralbo Sieber. Os dois se uniram para recontar histórias e casos da vida de Jouralbo, desenhista da publicidade gaúcha dos anos 1940 até 1990.

‘Hoje, vejo claramente que, além de querer contar a(s) história(s) dele, eu queria fazer esse livro para ficar ao lado do meu pai e ouvi-las. […] Vendo suas histórias reunidas aqui sou obrigado a concluir que ele me influenciou muito mais do que eu imaginava.

Nossa vida não daria um filme hollywoodiano ridículo do tipo ‘meu pai me ensinou a andar de bicicleta, a dirigir e a me barbear’. Não, meu querido pai me ensinou – não com palavras – uma coisa muito mais preciosa que isso: seja você mesmo, sem concessões. Não seja um puxa-saco, por mais que a vida lhe imponha isso. Nade contra a corrente com braçadas fortes.

Obrigado, Jouralbo. De um jeito ou de outro acho que aprendi a lição.’

— Do prefácio de Allan Sieber

NA KINGDOM COMICS por R$ 32,90

Ninguém me convidou

dezembro 9, 2010

Ninguém me convidou
Allan Sieber
Jouralbo Sieber

Ninguém me convidou é resultado da parceria de Allan Sieber com seu pai, Jouralbo Sieber. Os dois se uniram para recontar histórias e casos da vida de Jouralbo, desenhista da publicidade gaúcha dos anos 1940 até 1990.

‘Hoje, vejo claramente que, além de querer contar a(s) história(s) dele, eu queria fazer esse livro para ficar ao lado do meu pai e ouvi-las. […] Vendo suas histórias reunidas aqui sou obrigado a concluir que ele me influenciou muito mais do que eu imaginava.

Nossa vida não daria um filme hollywoodiano ridículo do tipo ‘meu pai me ensinou a andar de bicicleta, a dirigir e a me barbear’. Não, meu querido pai me ensinou – não com palavras – uma coisa muito mais preciosa que isso: seja você mesmo, sem concessões. Não seja um puxa-saco, por mais que a vida lhe imponha isso. Nade contra a corrente com braçadas fortes.

Obrigado, Jouralbo. De um jeito ou de outro acho que aprendi a lição.’

— Do prefácio de Allan Sieber

R$ 32,90
Autoria:
Allan Sieber
Allan Sieber é autor de quadrinhos, cartunista e animador. De 1996 a 1997 publicou a tira Bifaland no Caderno Zap, do jornal O Estado de S. Paulo. Editou e desenhou de 1993 a 1997 a revista em quadrinhos Glória, Glória, Aleluia, premiada em 1996 e 1998 com o Troféu HQ-Mix, o “Oscar” dos quadrinhos brasileiros. Em 1998 recebeu também o Troféu HQ-Mix de Desenhista Revelação.

Em julho de 1999 dirigiu e animou seu primeiro curta-metragem em 35 mm, “Deus É Pai”, premiado em importantes festivais como o de Gramado e o Animamundi. Em junho de 2000, finalizou seu segundo curta-metragem em animação, “Os Idiotas Mesmo” e, em 2001, dirige seu terceiro curta em animação , “Onde Andará Petrucio Felker?”, ambos sendo premiados e muito elogiados pela crítica.

Em 2000, juntamente com Otto …
Leia mais sobre este autor e veja outros títulos.
Jouralbo Sieber
Juralbo Sieber nasceu em 1930 em Porto Alegre, RS. Ilustrador, seu primeiro emprego foi na Editora Globo em Porto Alegre, nos anos áureos da editora. Depois, passou a trabalhar como desenhista e diretor de arte na publicidade gaúcha, carreira que seguiu até os anos 1990. Ninguém me convidou é sua primeira HQ. Antes disso participou na HQ Vida de Estagiário, de Allan Sieber, quando ilustrou a série de estagiários históricos, como Che Guevara, Jesus e Da Vinci….
Leia mais sobre este autor e veja outros títulos.

Formato / Composição:
ISBN: 978-85-7616-419-7
Formato: 21,5 x 27,5 cm
Codigo: RQ16419
Páginas: 112

Neste sábado dia 11 de dezembro – JAM session + lançamento Monstro Souza!

dezembro 7, 2010

Chega em Brasília a Jam Session que está produzindo a HQ coletiva “O crime do teishouku preto”. No dia 11 de dezembro, acontecerá uma maratona de doze horas em que desenhistas darão continuidade a esta história que não tem roteiro pré-definido.

O evento é uma produção do blog Facada Leite-Moça (www.facadaleitemoca.wordpress.com) e da Kingdom Comics (www.kingdomcomics.wordpress.com), que receberá os ilustradores na saga que se desenvolverá no coração do plano piloto, o Conic.

Ao mesmo tempo, será possível adquirir o romance ‘”fast food” O Monstro Souza, do maranhense Bruno Azevêdo, que fará uma sessão de autógrafos. Além de apreciar um pocket show da banda Valdez e comprar as publicações de Brasília produzidas em 2010.

Idealizado por Gualberto Costa e Daniela Baptista, que também produzem o Troféu HQMIX, o projeto Jam Session pretentende realizar uma única obra, em vários volumes, onde toda uma geração de desenhistas brasileiros participe, criando um importante registro dos grandes artistas da área.

O evento já esteve em São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e já teve a participação Laerte, Gabriel Bá, Angeli, Jal, Rafael Coutinho, Fernando Gonsales, só para citar alguns. Uma parceria da HQMIX com a editora Devir deve lançar volumes da epopeia reunindo cento e cinquenta ilustradores em cada edição.

Release de Roberta do blog Facada Leite Moça

Arte de Caio para o JAM session