DC censura última edição do arco pé-frio Grounded!

by

E não costumo a usar o termo comics, geralmente é um termo usado pejorativamente quando um fã de mangá quer dizer o quanto os quadrinhos americanos são ruins em relação aos japoneses. Mas eu vou usar o termo, dentro do seu recorte específico que os otakus usam –  quadrinho norte-americano de super-herói –  para expressar minha frustração:

Porra Comics!!

Vamos resumir as notícias de hoje pra termos uma idéia do por quê do palavrão: -Hoje vemos o novo trabalho do Frank Miller, um inspirado escritor/desenhista que passa o crepúsculo de sua carreira desenhando propaganda fascista reacionária.

-A nova revista de Mark Millar, escritor que, antes era uma lufada de ar fresco nos quadrinhos mainstream, agora é um fedor boloroso de notas de dolar mofadas trabalhando direto para a caduca industria de cinema de Hollywood.

Agora temos mais uma notícia revoltante que é um resultado direto do contrele que as mega-corporações estão exercendo nas duas principais editoras de quadrinhos dos EUA: A DC resolveu censurar, quase na saída da gráfica, o último capitulo do aparentemente amaldiçoado arco “Grounded” da revista Superman. Uma história que começou com o escritor J. Michael Strazinsky mostrando um Homem de Aço boçal caminhando pela América e que, com a saída do escritor, se mostra um arco difícil de terminar por mexer com assuntos espinhosos do atual Estados Unidos da América.

Para finalizar o arco famigerado, o escritor Chris Roberson resolveu apresentar na edição 712 de Superman uma história com o super-herói de origem islâmica Sharif, uma nova identidade para o personagem criado por Willian Messner-Loebe e Curt Swan em 1990 chamado Davood Nassur ou Simbad em sua identidade heróica, um imigrante islâmico do fictício país de Qurac.

Na edição, Sharif, agora adulto, tem que se virar para salvar uma cidade que prefere não ser salva por ele colocando Super-homem para lidar com mais um intragavel dilema da  “perfeita” sociedade americana: A generalização e o preconceito contra os cidadãos seguidores do alcorão. Esse preconceito é um problema tão polêmico que a editora resolveu não publicar mais a edição, alegando que a história não “funcionou” dentro do arco Grounded… Hã?

A decisão foi tomada momentos antes da revista seguir para a impressão, depois do roteiro ter sido aprovado, desenhado, arte-finalizado e colorido, tudo sob a supervisão do editor. No lugar foi colocado a história “Lost Boy: A Tale of Kripto the Superdog”. O cancelamento foi tão em cima da hora que a editora nem teve tempo de trocar a descrição do título no seu site:

 

Recentemente nós cobrimos o reboot do universo DC, e o que poderia ser uma porta para novidades, para experimentações e exploração das possibilidades do gênero super-herói, se tornou uma recalcada e equivocada volta aos anos 90 com criadores insípdos e artistas engessados. Essa estratégia de marketing da editora sugere que, ao limitar a liberdade de criação e de temas, os empresários da Warner tem o objetivo de guiar a editora para garantir suas cotas de enriquecimento atravéz da exploração de seus personagens como material para seus filmes multimilionários.

A decisão de Super-homem de abandonar a cidadania americana foi o estopim para uma série de protestos contra o herói que passaram a chama-lo de terrorista anti-americano. Essa imagem com certeza não iria melhorar quando ele tivesse que contracenar com seu “side kick terrorista”, como foi chamado o personagem da edição censurada. E um personagem com esse tipo de reputação não é lucrativo o suficiente para investir milhões em um filme.

Grant Morrison, tenho um aviso pra você:  “Tente não trabalhar para pessoas estúpidas ou logo se tornará uma delas.” John C Jay

Um aviso pra Marvel: Cuidado!

Para a DC só me resta vê-la definhar.

Um agradecimento especial ao site ComicsAlliance onde você pode ver a matéria que inspirou este texto  escrita por Chris Simm.

Lima

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: